Pesquise no Site

Autor

Meu Blog, minhas regras

Quando era pequeno sempre gostei de aviões militares. Comprei muito Kit da Revell. Babava ao ver fotos do Mirage e quis ser piloto de caça.

Cheguei a tentar a EPCAR quando moleque mas fui reprovado. Acabei me interessando por outras coisas como Rock, Guitarra, mulheres, Agronomia, Informática... e acabei esquecendo isso.

Muitos anos depois, eu estava na Internet procurando informações sobre eventos da FAB para levar o filho e acabei conhecendo sites nacionais que tratavam de aviação militar.

Gostei do que vi. Aquilo mexeu comigo. Acabei adquirindo o hábito de entrar naqueles sites todas as noites. Era ótimo desestressar o dia lendo notícias e comentários sobre o assunto. Sendo um profissional de informática vi que aquilo era algo muito fácil de fazer e assim nasceu o Blog Aerofatos, um clipping de notícias de aviação.

A princípio parecia uma possibilidade de entrar no mercado das mídias on-line mas descobri que para isso não basta só vontade. Você precisa se dedicar, pesquisar, estudar e sacrificar algumas coisas, enfim, algo um pouco complicado para quem já está consolidado em outra profissão, tem sua clientela e, acima de tudo, tem sua família e compromissos financeiros para honrar.

Nesse caminho conheci muita gente legal que deu força, conhecimento e apoio. Também conheci muita gente escrota e insegura, que faz de tudo para evitar que outros entrem em um mercado bem restrito, assim como gente invejosa que não quer que outro seja bem sucedido em algo que eles não conseguiram fazer.

Por conta disso, já desisti muitas vezes, mas fui tocando o site por teimosia. Para não dar o gostinho de derrota para o meus detratores. Hoje, com 50 anos nas costas não me preocupo mais com os outros. Faço apenas o que eu gosto e do jeito que eu quero. Esse blog me fez muito bem. Sou uma pessoa bem melhor hoje em relação ao que eu era há anos atrás. Mas já deu o que tinha que dar.

Confesso que com o amadurecimento me arrependi de muita coisa publicada. Não há graça nenhuma em se ter 5 mil visualizações em uma matéria que mostre uma aeronave arrebentada no chão. Não me satisfaço mais copiando e colando textos de notícias, nem traduzindo matérias estrangeiras.

Antes de ser blogueiro eu sou um chefe de família que tem trabalho e obrigações. Chegou um momento em que esse site começou a atrapalhar a minha vida profissional de verdade. Com isso a coisa deixou de ser divertida, mas foi bom enquanto durou. Foi a terapia mais barata e recompensadora que eu conheci. Recomendo a todos.

Eventualmente, uma postagem poderá ser feita quando o assunto merecer uma nota ou quando minhas aulas exigirem um site como exemplo.

De qualquer forma, deixo aqui um abraço a todos. Até qualquer dia.

;)

Julio Ribeiro
aerofatos@gmail.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...