Míssil na China? Vai bem obrigado.


De acordo com o China Mil, os chineses testaram com sucesso seu motor ramjet de fluxo variável em duas ocasiões recentes, segundo revelou em 31 de maio uma equipe de pesquisa do instituto associado ao China Aerospace Science and Technology Corporation.

Segundo o site, trata-se de um motor ramjet de combustível sólido, o que proporciona baixo custo, alta potência, alta capacidade de controle, aliado a um tamanho compacto. Segundo especialistas o motor permitirá que os futuros caças chineses disparem mísseis a uma velocidade hipersônica de 5 Mach com um maior alcance, na faixa de 300 quilômetros.

Já por aqui, em Terra Brasilis me pergunto se devemos por fé no Veículo Hipersônico 14-X ou Prohiper, como a FAB prefere chamar. Minha dúvida não está na capacidade dos pesquisadores brasileiros em desvendar a tecnologia Scramjet, mas no "talento" dos gestores públicos em afundar projetos.

Enquanto isso na "batcaserna", ninguém se pronuncia sobre o enterro da Mectron. Por aqui continuamos a procurar informações sobre a falecida nos obituários. Ah, encontrei!

"Mectron - Engenharia, Indústria e Comércio S. A. - 25 anos, faleceu em Agosto de 2016, decorrente de uma autorização de venda pelo CADE, deixa viúvo Emílio Odebrecht e os órfãos míssil Piranha, MAR-1, A-DARTER, entre outros projetos. Que Deus conforte os corações dos entusiastas"