Pesquise no Site

Kfir: Tão ruim, que compraram mais dois...


De acordo com o site Webinfomil, a Colômbia teria adquirido duas unidades do Kfir TC-12 para repor três células similares perdidas nos últimos anos. Ainda segundo o site, as unidades já teriam chegado e estariam passando por atualizações de sistemas para o mesmo padrão já utilizado na FAC.

As novas unidades biplace serão utilizada para conversão e treinamento. A decisão pela compra foi definida após as autoridades avaliarem que o plano de trazer de volta a ativa alguns Mirage V aposentados em 2010 seria muito custoso e tecnicamente complexo. 

Após os acidentes de 2009, 2014 e 2015, a frota chegou a ser aterrada. Na época surgiram boatos e acusações de que as aeronaves não teriam sido revisadas na época correta. Após exaustivos exames, a frota voltou a operar

Com esta aquisição o número de células sobe para 23 unidades de Kfir C2 e TC2 que operam há 26 anos pela FAC. Em 2012 pilotos colombianos levaram suas aeronaves até a terra do Tio Sam para participar pela primeira vez de uma Red Flag ao lado da USAF.

Para os leigos podemos dizer que o Kfir é um Mirage V com motor de Phantom que levou uma porrada no nariz! rs rs rs Brincadeiras a parte, essa porrada se chama embargo. Por conta dele Israel se viu obrigada a desenvolver uma aeronave que pudesse voar sem o fornecimento de peças francesas. (Sempre os franceses!). A solução adotada foi incorporar o motor americano J79 e buscar alternativas para a avionica.

O resultado foi uma carcaça de Juliette Binoche, com a modernidade de uma Natalie Portman, a potencia de uma Ronda Rousey e o nariz do Luciano Huck! Esse notável Frankstein foi utilizado por Israel com caça-bombardeiro na década de 80 e agora descansa no deserto esperando que algum pais duro o compre.

O site Webinfomil não trouxe detalhes do valor das negociações, mas há alguns anos quando surgiram boatos de que a Argentina estaria interessada no leãozinho judeu, falava-se que um Kfir Block 60 estariam avaliado entre 20-25 milhões de dólares.

Não foram só los hermanos que flertaram com a aeronave. Entre 2002 e 2005, na iminência da aposentadoria dos Mirage III, a FAB chegou a avaliar de forma favorável a aquisição de 12 aeronaves Kfir como um possível tampão enquanto a decisão do FX não acontecia. 

A comunalidade de ferramental, instalações e recursos com o Mirage III eram o ponto forte da proposta que aconteceria na forma de um leasing no valor na época de 95 milhões de dólares a ser pagos em cinco anos. 

Apesar disso a proposta não vingou, com os valores sendo considerados altos, pois na mesma época o Sri Lanka teria adquirido caças por cerca de 2 milhões de doletas a unidade. Se alguém por trás disso estava ou não atrás de uma gorda aposentadoria, nunca saberemos...

Mas se Marty McFly voltasse no tempo e modificasse o nosso destino, provavelmente a FAB, como a Colômbia, estaria voando de Kfir até hoje e muito provavelmente, a decisão do FX teria sido adiada. Já pensou? 

Lembrando que o martelo do FX foi batido em 2013 e dois anos depois o governo brasileiro já estava falando em crise e que os gastos saíram do controle. Pois é meus amigos, um pouco mais tarde e talvez o FX teria sido enterrado para sempre por falta de grana. Ruim com Gripen? Muito pior sem ele.

Então tomo mundo contentinho, cantando e tirando o pé do chão: Mesmo que seja eu! Um caça para chamar de seeeeuuuuu! Mesmo que seja eu!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...