Pesquise no Site

C/D or not C/D: That is the question!


Segundo o site Airheadsfly, a Suécia vive um dilema: Manter ou não manter parte da frota de caças Gripen no padrão C/D atual apesar da chegada do novo Gripen E/F. 

Atualmente o país conta com 97 unidades do padrão C/D, distribuídos em três bases operacionais e em locais de manutenção. Desses, 87 estão operacionais. A Suécia encomendou 60 unidades da nova versão, que se descontado uma reserva técnica, daria apenas 15 unidades para cada base, o que é considerado um numero relativamente baixo para a defesa do país. Para o site, 85 seria o número ideal.

De acordo com especialistas, a idade média da frota atual é de sete anos e apenas algumas unidades voaram mais de 1.000 horas. Segundo o site, a vida útil de uma aeronave é da ordem de 8.000 horas (eu achava que era de 6,000, mas quem sou eu pra discutir...). Tomando por base 200 horas de voo por ano, é esperado que um caça dure de 30 a 40 anos. O que parece ser, portanto, um desperdício de dinheiro no caso de uma "aposentadoria precoce".

Em publicações anteriores de 2014 e 2015, falava-se que os caças do padrão C/D seriam convertidos para o novo padrão, porém com o agravamento da crise política com a Rússia, já se falava naquela época do risco de não se ter caças em disponibilidade durante essa conversão. Além do que, a Suécia tem perspectiva de comercializar algumas unidades do padrão "antigo" com outros países interessados em leasing.

Segundo outras publicações é esperado que o Gripen NG entre em capacidade de operação inicial em 2021. Se o que temos visto com fabricantes de outros países servir como parâmetro, o ritmo de produção geralmente começa lento com cerca de 4 unidades por ano. Vai aumentando gradativamente até atingir um patamar da ordem 12 unidades ao ano. Pelo menos foi isso que aconteceu com o Su-34 que levou cerca de 10 anos para produzir 100 unidades. Citei apenas a título de comparação. Na falta de informação melhor, vou considerar que a SAAB deva levar uns 10 anos para produzir os 60 caças para Suécia e parte dos 36 caças destinados ao Brasil.

Devemos acreditar que provavelmente o C/D deverá coexistir com o novo padrão até o final da próxima década. E se meu palpite servir para alguma coisa, provavelmente, quando os caças atuais chegarem a idade de uma modernização de meia vida, provavelmente serão convertidos no novo padrão. Penso eu.

Isso tudo é achismo, mas eu fiquei esperando por duas semanas a mídia especializada comentar e ninguém falou nada sobre essa história. Sobra para o coitado aqui ficar escrevendo até a meia-noite de sexta-feira algo sobre o assunto e receber, PROVAVELMENTE, um monte de criticas no fim de semana.

Mas vou seguir o conselho do meu grande guru e praticar um pouco daquele famoso mantra:

- Foooooooooooodaaaaaaaammmmmmmmm-seeeeeeee! Com todo o respeito, é claro. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...