Boatos: Onde se escondem? Como vivem? Do que se alimentam?


Esta semana compartilhei uma reportagem internacional onde um site questionava para quem seria uma suposta venda secreta de 46 Migs. Sabe aquele tipo de matéria que coloca algumas informações oriundas de fontes que nunca são reveladas? Pois é. ao mesmo tempo que são intrigantes elas infelizmente acabam fomentando uma onda boatos.


Boatos que a mídia russa tratou de desmentir, mas como confiar em uma mídia controlada por autoridades que liberam informações de acordo com seus interesses políticos? Lembram do caso do helicóptero abatido na Síria?

Com a globalização essa onda é mundial. De repente, surgem matérias em diferentes locais do planeta que já sugerem que a venda seria para este ou aquele pais, de acordo com imaginação ou interesse de quem escreve. A discussão é levada para fóruns e redes sociais criando uma bola de neve.

De quem é a culpa? A culpa é nossa que não vamos atrás da fonte. Por exemplo, hoje pela manhã, um site que eu acompanho, o CombatAircraft publicou um resumo de uma matéria que dizia que os Mig-35s egípcios entrariam em serviço este ano. 

Que rapidez! Eles nem receberam os aviões e já vão entrar em serviço? Daí você vai atrás da fonte e descobre uma matéria no portal chines Yibada, feita por um cara nas filipinas chamado Arhur Dominic Villasanta (típico nome filipino?) que até escreve legal em diversos textos, mas é "quem" nesse mundo de informações de defesa? Um curioso como eu? Como um cara nas filipinas esta por dentro do que acontece na indústria russa? Ah vá!

Bom, de repente o cara pesquisou alguma fonte na Web, mas você vai atrás e não acha nada recente a respeito disso. O mais perto é uma matéria de Junho do Vladimir Karnozov que escreveu no AinOnLine que o Egito estaria perto de receber Migs mas que não havia confirmação se seriam Migs 29 ou 35. Mas quem é esse Vladimir? Apenas um cara que já foi publicado na Flight Global e no Ruaviation.

Por falar em Ruaviation, essa mídia colocou na semana passada que de acordo com um diretor da UAC que fabrica os Migs, citando o nome do executivo, o modelo 35 ainda seria testado no próximo verão, para só então ser entregue, ou seja, estão longe de serem fornecidos para qualquer pais que os tenha comprado. Viu como é fácil desconstruir um boato?

Mas da para confiar nesse Ruaviation? Uma pesquisa na Web pelas expressões Whois e o nome do site revelam o nome e endereço do responsável pelo domínio, algo mais apalpável do que um portal chinês genérico onde qualquer um pode escrever e se auto denominar "consultor e analista de defesa", como um certo cidadão que eu conheci, falecido recentemente. A mesma critica podemos fazer ao Blasting News e ao extinto media.com onde bastava uma inscrição e um fake virava editor.

Agora, é claro que o leitor não tem tempo muito menos paciência para fazer esse tipo de pesquisa. Por isso, os principais culpados são aqueles que se propõe a escrever e publicar sobre o assunto. Algumas mídias nacionais, por exemplo, não estão colocando fontes para evitar que seus concorrentes façam uso delas.

Pior é quando bloqueiam a possibilidade do leitor selecionar o texto ou clicar com o botão direito do mouse sobre o artigo, impedindo que o usuário faça buscas com o Google sobre aquele assunto, alegando que o material é protegido por direitos autorais.

Típico mau caratismo, de quem se apropria da informação quando faz copiar e colar no texto alheio mas impede que outros o façam com seu material. Esse tipo de site para mim não serve. Estamos aqui para compartilhar informações e aprender, não para privatizar o que é dos outros.

Já quando um cidadão investe recursos e tempo para pesquisar, traduzir, ir até um evento, fotografar aeronaves, enfim gerar um conteúdo novo, esse eu compreendo quando protege o seu conteúdo e exige que os devidos créditos lhe sejam dados. Esse fez por merecer. Mesmo que eu não goste do cara.

Quanto a você leitor, não acha que passou da hora de você selecionar suas próprias fontes? Já ouvir falar no Google Alerts? Tens uma conta no Twitter? Ou vai ficar dependendo ainda dos outros para ter sua informação confiável? Se os sites te tratam como idiota, lembre-se que o culpado é você que lhes dá audiência.

Esclarecendo: Os MiGs provavelmente são do Egito (há três anos estamos falando disso) apenas não serão entregues tão cedo