Pesquise no Site

Universitários de MT criam protótipo de avião 'leve': 'Deu dor de cabeça'


Em competição nacional, alunos ganham menção honrosa por projeto.
Alunos de MT fazem projeto de avião e ganham certificado para construí-lo.

Com R$ 1,5 mil e nenhum patrocínio, um grupo de estudantes de engenharia mecânica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) do campus de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, destacou-se no Campeonato Internacional de Aerodesign, conhecido como SAE Brasil Aerodesign. O evento ocorreu em São José dos Campos (SP), entre os dias 29 de outubro e 1º de novembro deste ano.

A equipe “Aerodesign Regular” é formada por oito alunos de engenharia mecânica da universidade. Segundo os alunos envolvidos no projeto, o desafio era criar o protótipo mais leve - seguindo os princípios da aviação - que suportasse voar 70 metros carregando o maior peso.
Competindo com universidade de todo o Brasil e do exterior, os estudantes alcançaram a 7ª colocação, receberam uma menção honrosa por terem elaborado o projeto mais barato entre todos os inscritos.

Segundo o coordenador do projeto, Edson Godoy, o grupo investiu para que pudessem competir com alunos de engenharia de outros países. "Além do esforço do projeto para conseguirmos material e patrocínio, o pessoal investiu muito em qualidade e procedimentos para chegar nessa competição e pode disputar com as outras universidades de forma equiparada", disse.


A curiosidade por aviões da equipe começou em 2009 e, depois disso, o grupo não perdeu um campeonato. "Dá dor de cabeça sim fazer um avião voar, é um pouco complexo. Mas, no final de tudo, vemos nossa aeronave voando e a colocação que obtivemos. É muito satisfatório", disse o capitão da equipe, Alípio Fernando Lopes.

Já para Guilherme Prado, que também integra a equipe, diz que a paixão por aviões, para ele, começou um pouco mais cedo. "Tudo começou quando eu vi a Esquadrilha da Fumaça quando eu era criança. Desde então eu soube que era isso que eu queria fazer", contou.

Para o futuro, a equipe almeja alcançar colocações ainda melhor. "Nós vamos nos preparar para o ano que vem e competir de novo. Vamos repensar os erros e otimizar nossos acertos e partir para um lugar melhor no pódium", completou Prado.

Competição SAE Aerodesign

Este ano, 95 equipes participaram da competição e o grupo de Rondonópolis foi o representante mato-grossense. Todos os aviões radiocontrolados foram projetados e construídos por estudantes de vários campos da engenharia de 16 estados brasileiros e do Distrito Federal e também dos países México e Venezuela.

As equipes disputam anualmente com novos regulamentos baseados em desafios reais enfrentados pela indústria aeronáutica, como, por exemplo, otimização multidisciplinar para atendimento de requisitos conflitantes, redução de peso através de otimização estrutural, instrumentação e ensaios em voo dos protótipos.

A Competição SAE BRASIL AeroDesign é composta por três categorias distintas, cada uma com requisitos específicos: regular, aberta e micro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...