Aeronave submersa no Rio Doce pode ser clonada, diz Polícia Federal

PIPER PA-28R 200 semelhante ao verdadeiro PT-ITI, em situação regular de acordo com o RAB Fonte: Wikipedia
Avião foi encontrado por pescadores na segunda-feira (12) em Valadares.
Aeronave com mesmo prefixo foi apreendida nesta quinta em Belo Horizonte.

O delegado da Polícia Federal em Governador Valadares, Marcelo Xavier, esteve às margens do Rio Doce, no Bairro São Paulo, e acompanhou os trabalhos dos bombeiros que vistoriaram a aeronave que foi encontrada por pescadores no fim da tarde de segunda-feira (12). No local, o delegado confirmou que foi aberto um inquérito para apurar se o avião que está submerso é um clone de outra aeronave.

Na segunda (12), os bombeiros de Valadares chegaram a afirmar que o avião encontrado era  o mesmo que havia caído no rio Doce, em 24 de fevereiro de 2011. Porém, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) emitiu uma nota esclarecendo que “a ocorrência aeronáutica datada em 24 de fevereiro de 2011, no Rio Doce, e a aeronave que foi encontrada na segunda-feira (12), na mesma região, são acidentes diferentes”.


Segundo a CENIPA, a investigação do acidente ocorrido em 24 de fevereiro de 2011 já havia sido concluída. Porém, o órgão voltou atrás e disse que poderia se tratar da mesma aeronave, e que "devido à novas informações iria realizar um cruzamento de dados para confirmar se o avião é o mesmo"

De acordo com o delegado, Marcelo Xavier, as investigações sobre o avião tiveram início na terça-feira (13). “O que já é concreto e que podemos afirmar é que há uma aeronave com o mesmo prefixo do avião que está submerso no rio Doce. Uma das hipóteses investigadas é que uma das aeronaves seja clonada. Porém, tudo pode ter acontecido dentro da legalidade", diz.

O delegado afirmou ainda que uma aeronave que utilizava o mesmo prefixo do avião que está submerso foi apreendida na tarde desta quinta-feira (15), em Belo Horizonte. “Precisamos investigar se esta aeronave estava atuando de forma irregular, ou se essa aeronave que está submersa é quem atuava de maneira irregular”.

Ainda no fim da tarde desta quinta-feira (15), a Polícia Federal solicitou aos bombeiros que dessem início ao processo de retirada da aeronave do fundo do rio. Apesar dos trabalhos terem começado na tarde desta quinta, o avião só deverá ser retirado do rio na manhã desta sexta-feira (16).

“Estávamos aguardando a retirada da aeronave pelos proprietários, mas percebemos que nenhuma atitude concreta para a retirada do avião foi tomada. Como é importante para as investigações saber se de fato outro avião está usando irregularmente o seu prefixo, ou se esse avião usava irregularmente o prefixo PT-ITI, nós precisamos retirá-lo do rio o mais breve possível, para dar sequência às investigações”, disse.


Link para a foto do PT-ITI original: 

Link para a matéria do acidente de 2011: 

MATRÍCULA: PTITI
 
 
Proprietário:
MARCILIO MORAIS ALBENY
CPF/CGC:
16999681600
Operador:
MARCILIO MORAIS ALBENY
CPF/CGC:
16999681600
 
Fabricante:
PIPER AIRCRAFT
Modelo:
PA-28R-200
Número de Série:
28R7235112
Tipo ICAO :
P28R
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
1202 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
003
Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
6972
Situação no RAB:
Data da Compra/Transferência:
271114
Data de Validade do CA:
24/05/21
Data de Validade da IAM:
240516
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):
Consulta realizada em: 18/10/2015 18:13:44