Pesquise no Site

Gol diz não ter decisão sobre novos aviões para segmento regional


O presidente da Gol, Paulo Sérgio Kakinoff, disse nesta segunda-feira, 15, não haver nenhuma decisão foi tomada sobre a potencial compra de novas aeronaves que atendam o segmento regional e indicou que não há um prazo para bater o martelo. "Continuamos olhando as opções e avaliando cenários de frota", disse, salientando o desafio de definir um plano em um momento de alta volatilidade do mercado.

Ele reiterou informação de novembro do ano passado de que a companhia estabeleceu conversas com a Embraer, ATR e Bombardier para uma eventual introdução de frota complementar, mais adaptada às rotas de menor densidade do mercado regional. Atualmente a Gol opera exclusivamente com aeronaves da Boeing.

Hoje, Kakinoff anunciou o lançamento de um serviço de Wi-Fi e entretenimento a bordo, que exigirá a adaptação de suas aeronaves em operação e a introdução de nova tecnologia nos futuros aviões já encomendados à Boeing. O executivo destacou que contará com o apoio da fabricante nesse processo, o que fortalecerá o relacionamento entre as empresas. O plano da companhia é ter 100% de sua frota com a solução de internet e entretenimento a bordo até 2018.

Kakinoff negou, porém, que a introdução da nova tecnologia e o estreitamento do relacionamento com a Boeing possa dificultar a parceria com uma outra fabricante. "Facilmente, um outro fornecedor incorporaria a solução (de Wi-Fi e entretenimento a bordo) nas novas aeronaves, isso não é uma dificuldade", disse.

Questionado sobre o atual comportamento da demanda doméstica, ele evitou dar detalhes sobre os atuais registros da companhia, mas disse que "o momento de dificuldade econômica tem reflexo da demanda" por passagens aéreas. 

Neste início de ano, as empresas observaram uma queda do tráfego de clientes corporativos, que garantem maior rentabilidade, e procuravam compensar o movimento com promoções nas tarifas visando atrair passageiros que viajam a lazer. Em abril, a Gol registrou alta de 4,3% na demanda doméstica, dado mais recente disponível.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...