Estado Islâmico alega ter abatido caça iraquiano no norte de Ramadi


Força sunita diz que Su-25, de fabricação russa, foi visto em chamas.
Cidade é reduto sunita e foi tomada pelo Estado Islâmico em maio.

O Estado Islâmico afirmou na quinta-feira (18, horário local) ter abatido um avião de combate do Iraque ao norte da cidade de Ramadi, na província de Anbar. Não foi imediatamente possível confirmar de forma independente a alegação feita em uma das contas do Estado Islâmico no Twitter. 

Um membro de uma força sunita contrária ao grupo, chamada Sahwa (Despertar), disse que um avião de combate do Iraque Su-25, de fabricação russa, foi visto em chamas depois de ser derrubado ao norte de Ramadi.

O governo do Iraque depende de uma coalizão liderada pelos Estados Unidos e milícias xiitas apoiadas pelo Irã para combater o Estado Islâmico, que detém um terço do país, bem como partes da vizinha Síria.

O Estado Islâmico disse no Twitter que o avião de combate foi abatido enquanto conduzia uma incursão em áreas ao norte de Ramadi, capital da província de Anbar, um reduto sunita. Militantes do Estado Islâmico tomaram Ramadi em maio e a cidade é um ponto focal dos esforços para retardar os avanços do grupo no Iraque, um grande produtor de petróleo.

G1

Em tempo: Segundo a Reuters, o Ministério da Defesa do Iraque e militares dos Estados Unidos rejeitaram esta reivindicação .