Avianca Brasil mostra intenção de comprar 62 aviões Airbus A320neo


Paris, 17 jun (EFE).- O conglomerado latino-americano Synergy, proprietário da companhia Avianca, assinou nesta quarta-feira "um memorando de entendimento" para formalizar sua intenção de comprar do fabricante europeu Airbus 62 aeronaves renovadas com um só corredor, conhecidos como A320neo, destinados a sua filial no Brasil.

Este princípio de acordo, que deve se concretizar em uma encomenda firme, servirá para a renovação da frota da Avianca Brasil e para sua estratégia de crescimento, explicou em comunicado a Airbus. Na apresentação do acordo, durante o terceiro dia do Salão Aeronáutico de Le Bourget realizado nesta semana no norte de Paris, não foram revelados números do montante da operação.

O preço de catálogos dos diferentes modelos desta família "neo" de aeronaves -equipadas com motores mais eficientes em termos de consumo e com dispositivos que melhoram sua aerodinâmica- vai de US$ 97,5 milhões do A319neo, a US$ 106,2 milhões do A320 e US$ 124,4 milhões do A321neo.

O presidente da Synergy, German Efromovich, disse que estes 62 aviões "farão o possível para que a Avianca Brasil dê um passo importante no aumento e na modernização de sua frota, ao mesmo tempo que melhorarão a experiência dos passageiros".

A Synergy encomendou até agora à Airbus 10 unidades de seu novo avião A350, seis da versão de passageiros do A330-200, uma da versão de transporte de mercadorias desse mesmo modelo e 20 da família A320. A Avianca Brasil opera atualmente 38 aparatos da família A320 e um A330 de carga.

Caso a compra dos 62 A320neo seja confirmada com um contrato firme, a Airbus conseguirá colocar na América Latina 407 desses aviões "neo" de um corredor com sete clientes (Avianca, Azul, Interjet, LATAM, Synergy, VivaAerobus e Volaris).

EFE