MIT cria drone que pesa menos de um grama e se dissolve ao finalizar o serviço

Click para acessar o Youtube
Com a popularidade dos drones, eles estão se tornando a cada vez menores e mais práticos de carregar. Mas o Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT), nos Estados Unidos, criou uma versão um tanto quanto curiosa do robô.

Inicialmente, o drone é pequeno, pesa apenas menos de um terço de um grama e possui 1,7 cm de comprimento. Ao ser ativado por uma fonte de calor, o objeto começa a se dobrar e desdobrar, como se fosse um origami, para adquirir uma forma um pouco maior, chegando a um formato indefinido de 3 cm. Ele é capaz de andar, passar por obstáculos e até mesmo nadar.

O minúsculo robô funciona com a ajuda de dois conjuntos de ímãs, sendo um feito de neodímio que fica integrado ao próprio robô, e mais quatro bobinas eletromagnéticas que ficam em uma superfície operacional que atraem e repelem os ímã conforme necessário. O que faz com que o pequeno robô se mexa é o circuito magnético de 15 Hz.

O drone é descartável e, para que ele se desintegre, basta colocá-lo dentro de um recipiente com acetona. Feito isso, a estrutura externa do gadget some completamente, restando apenas os ímãs.

A equipe do MIT, liderada por Shuhei Miyashita, apresentou o robô no evento ICRA 2015, que aconteceu em Seattle nesta quarta-feira (28). Os cientistas esperam que, futuramente, o drone se dissolva completamente e seja capaz de se dobrar dentro do próprio corpo, operando de forma autônoma e desaparecendo sem deixar vestígios.