Fiscalização da ANAC no Paraná encontra irregularidades


Operação Voo Seguro encontra problemas em 12 aviões

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) dá início à operação de fiscalização e encontra irregularidades em 12 aeronaves no Paraná, dos 62 aviões avaliados. 

A operação batizada de Voo Seguro, que já havia passado por seis estados, ocorre simultaneamente em Curitiba (Afonso Pena e Bacacheri), Foz do Iguaçu (Cataratas e Estância Hércules), Londrina, Maringá e em outra cidade mantida sob sigilo, e se estende até sexta-feira (8). Quatorze fiscais da Anac estão envolvidos na Voo Seguro.

Antes da decolagem e após o pouso, inspetores da agência reguladora verificam as licenças, tanto do avião como dos pilotos, condições da aeronave, extintores de incêndio, diários de bordo e de manutenção, entre outros. 

Segundo a Anac, o objetivo da operação é garantir a segurança nas operações aéreas, especialmente por meio da prevenção.