Avião perde hélice e faz pouso de emergência no RS


Um avião experimental fez um pouso de emergência em Pareci Novo no final da manhã do último sábado, 9 de maio. A aeronave, de prefixo PPXGQ, tinha decolado do aeródromo municipal de Montenegro por volta de 10 horas e sobrevoado a cidade de São Sebastião do Caí. 

No retorno teria ocorrido um problema mecânico e o piloto foi obrigado a realizar a aterrissagem forçada numa área descampada, num potreiro da margem do rio Caí, na localidade de Porto Maratá, próximo do campo e da Sociedade São Pedro.

Moradores de Pareci Novo e região notaram que o avião estava voando com um barulho estranho e bastante baixo, aparentando estar com o motor falhando. Como desapareceu atrás do chamado Morro da Pedreira, houve a preocupação de que pudesse ter caído no mato. 


Por sorte, o piloto Gustavo Scussel mostrou muita perícia e conseguiu fazer o pouso usando uma trilha no meio do potreiro. Graças à habilidade do piloto, o pequeno avião não virou, já que o local tem muitas ondulações. Ele não sofreu ferimentos. Foi constatado que o avião estava sem hélice, o que pode ter forçado a aterrissagem emergencial. A Brigada Militar esteve no local.

Moradores do Pareci estranharam o fato inusitado de um avião, mesmo pequeno, ter pousado na cidade. “Nunca tinha acontecido algo parecido”, declarou, surpreso, Carlos Fernando Kerber, que há seis anos arrendou as terras onde ocorreu o pouso forçado. 

O presidente do Aeroclube de Montenegro, Carlos Eduardo Müller, o “Kadu”, que também é secretário municipal de indústria e comércio, explicou que se trata de um avião experimental e o proprietário da aeronave possui hangar junto ao aeródromo municipal, de onde decolou. No retorno, a turbulência causada pela falha no motor teria feito ele perder a hélice. “Teve que tomar uma decisão muito rápida. Teve a sorte de encontrar um local para pousar e muita habilidade”, destaca Kadu. 

A reportagem chegou a conseguir contato com o piloto, mas ele preferiu não falar. Para levar o avião de voltar para o hangar em Montenegro, foram retiradas as suas asas e ele foi transportado de guincho no último domingo, fato que também chamou muito a atenção ao passar por ruas do centro da cidade.