Airbus vai ter de substituir sensores de quase quatro mil aviões


Não há qualquer perigo iminente para as aeronaves existentes. A nova regulação da EASA quer apenas evitar novos incidentes como o que justificou esta mudança. A Airbus tem até 21 meses para concluir a operação.

A fabricante de aviões Airbus vai ter de alterar os sensores de ângulo de ataque de quase quatro mil aviões, escreve o jornal Cinco Días esta segunda-feira, 18 de Maio, citando a agência EFE.

A substituição será feita nos modelos das famílias A320 e A330-340 e tem como motivo uma mudança na legislação aprovada pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA).

A medida surge depois de um incidente a 5 de Novembro do ano passado com um avião da companhia alemã Lufthansa, que caiu subitamente 1.200 metros de altitude quando realizava o trajecto entre Bilbao e Munique.

A fabricante terá entre 6 e 21 meses para equipar os aviões com os novos sensores. O prazo, explica a EASA, demonstra que não existe qualquer risco iminente. A nova directiva quer apenas evitar novos problemas causados pelo defeito nas referidas sondas.