Perito em 'hacking' impedido de entrar em avião por fazer piada no Twitter


Chris Roberts é um dos peritos mundiais em segurança digital e brincou no Twitter sobre uma forma de explorar uma vulnerabilidade do sistema digital de um avião.

A companhia aérea United Airlines impediu o perito em segurança digital Chris Roberts de embarcar num avião este sábado à noite, após este ter feito uma publicação no Twitter em que falava das possíveis vulnerabilidades do avião que seria capaz de explorar. É a segunda vez em menos de uma semana que Roberts é impedido de voar pela United. A companhia aérea diz que está a zelar pelos interesses dos clientes e tripulantes.

Chris Roberts foi impedido de entrar no avião para São Francisco, na Califórnia, embora o porta-voz da United tenha afirmado que "os sistemas de controlo de voo não poderiam ser acedidos através das técnicas que descreveu". A Electronic Frontier Foundation, organização dedicada aos direitos digitais, por sua vez, reprova a medida e afirma que os investigadores de segurança digital são "aliados" das empresas.


Já na semana passada, Chris Roberts, um dos mais conhecidos investigadores na área da segurança digital, fora retirado de um avião da United e interrogado durante quatro horas pelo FBI, agência de investigação norte-americana, devido à sua publicação no Twitter.

O fundador da empresa de segurança digital One World Labs encontrava-se já a bordo do avião da United na quarta-feira passada quando foi removido pelo FBI. A sua publicação no Twitter expunha uma forma de se aproveitar de uma vulnerabilidade no sistema de um avião Boeing 737-800. Nesse dia, foi interrogado pelo FBI durante quatro horas, e a agência confiscou ainda os aparelhos eletrônicos com que viajava.