Pesquise no Site

Não eram duas pessoas. Droga seria distribuída em carro-pipa


Avião que transportava drogas tinha apenas o piloto a bordo, diz delegado

Primeira informação era de que haviam duas pessoas na aeronave.
Corpo do piloto foi encontrado carbonizado em meio aos destroços.

O delegado titular da Delegacia Especializada de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE), Menandro Pedro, afirmou em entrevista ao G1 que no avião monomotor usado para transportar drogas estava apenas o piloto e não duas pessoas como foi divulgado anteriormente pela Secretaria de Segurança do estado. A aeronave caiu na madrugada do sábado (11) entre Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio, Norte do estado.

"Após uma perícia ficou constatado que no avião estava apenas o piloto. No início, pela posição em que foram encontradas as partes do corpo, achamos que eram duas, mas depois das análises tivemos a certeza que só estava uma pessoa", contou.

O avião monomotor explodiu durante a queda na comunidade Lajeiro Branco, zona rural de Assunção do Piauí, Norte do estado . De acordo com Willame Costa, gerente de policiamento do interior, o corpo do piloto foi encontrado carbonizado nos destroços da aeronave, além de um pacote com 30 kg de cocaína.

Menandro Pedro afirmou que a pista clandestina foi comprada há um mês por um homem de São Paulo e seria usada apenas para o tráfico. "Já conseguimos identificar a pessoa que comprou o terreno e construiu a pista. Estamos pedindo a prisão desse homem por existir a suspeita de fazer parte do bando", comentou.

Após a análise dos peritos ficou constatado também que no avião havia cerca de 200 quilos de cocaína e que a aeronave teria saído de São Paulo com destino ao Ceará. No entanto, apenas 30 kg da droga foram encontrados. "A droga foi colocada na aeronave no estado paulista com destino a Fortaleza, no Ceará. Podemos afirmar que o Piauí virou rota do tráfico", relatou.


Obs: O piloto foi identificado como Antonio José Pedreira pela filha. Veja Aqui

Distribuída em carro-pipa


Polícia descobre que droga de avião seria transportada em carro-pipa no PI

Delegado diz que quadrilha planejava despistar a polícia com os caminhões.
Em meio aos destroços do avião, a polícia encontrou 30 kg de cocaína.

Investigações da Polícia Civil do Piauí dão conta de que a cocaína que estava no avião que caiu no sábado (11) entre as cidades de Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio, Norte do estado, seria transportada em bexigas e dentro de carro-pipa. De acordo com o delegado Menandro Pedro, a quadrilha era bem estruturada e movimentava milhões com o tráfico de drogas.

Próximo ao local onde a aeronave caiu os policiais encontraram dentro de um dos carros que daria suporte ao piloto, nota fiscal da compra de centenas de bexigas que seriam usadas para embalar a cocaína. "Eles colocavam a droga nas bexigas, jogavam no carro-pipa e depois colocavam água para ninguém descobrir. Como aquela região é seca e sofre com a falta d´água, existe uma movimentação desses caminhões e a polícia teria muita dificuldade para descobrir", explicou Menandro.

Para a polícia, não há dúvidas de que a quadrilha era bem estruturada. O delegado afirmou que a pista clandestina foi comprada há um mês por um homem de São Paulo e seria usada apenas para o tráfico. Pelo menos 30 kg de cocaína foram encontrados em meio aos destroços da aeronave.

"Essa é uma quadrilha bem preparada e com um poder aquisitivo muito grande. Dos seis presos após a queda da aeronave, um é piauiense e os outros são paranaenses. Tinham alimentação, rádios comunicadores e ainda foi encontrada uma quantia de R$ 15 mil em espécie", falou.

As seis pessoas presas foram transferidas ainda no domingo (12) para a Casa de Custódia de Teresina. O corpo do piloto permanece no Instituto Médico Legal (IML) e ainda não foi identificado.

G1

Mais matérias da mídia sobre o assunto:

  • Mulher que afirma ser filha de piloto morto em avião com droga virá ao PI. G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...