Me engana que eu gosto


Eu sempre torci para que o Gripen fosse o escolhido no programa FX. Não porque era o melhor caça, mas porque me venderam a ideia de que ele era o preferido da FAB. Eu sempre achei que o usuário deveria ser soberano na escolha pois é ele quem melhor conhece suas necessidades. Mas se tem uma coisa que eu não gosto é de ser enrolado. 

Hoje ao ler a Nota Oficial da FAB sobre o aumento do custo de aquisição dos caças Gripen, questão que esta sendo analisada pelo Ministério Público, pela primeira vez me deparei com a justificativa da variação do Câmbio, isto é, da diferença de valores entre Coroas Suecas e o Dólar.

Até então se tinha ideia de que a diferença de custos estava relacionada a algumas exigências da FAB, como por exemplo, um display mais largo que o da versão sueca. Exigência muito questionada por alguns. Pois bem, diante dessa nova justificativa fui atrás da variação das moedas ao longo desse período.


Segundo a nota da FAB, o valor do contrato em 24/10/2014 era 39.882.335.471,65 SEK (Coroas Suecas). Para arredondar, vamos dizer que foram 39,9 bilhões de coroas. De acordo com a ferramenta online XE de conversão de moedas, nessa data temos uma relação USD/SEK de 7,25218. 


Por tanto dividindo-se as 39,9 bi de coroas por 7,25218, o valor do contrato em Dólar seria os 5,4 bilhões de dólares arredondados que Ministério Público está questionando. Até aí, tudo bem.

Porem, a FAB afirma que o valor de 4,53 Bilhões de dólares era referente a oferta de Janeiro de 2009. Naquele mês a relação USD/SEK variou de 7,7 a 8,1 conforme os gráficos abaixo extraídos da referida ferramenta. Isto quer dizer, que naquela ocasião da oferta, os 4,53 bilhões de dólares poderiam valer de 34,8 a 36,7 bilhões de coroas suecas e não os 39,9 firmados no contrato em 24/10/2014.
Câmbio em 04/01/209
Câmbio em 28/01/2009
Se tivesse encontrado algo próximo dos 39 bilhões de coroas no momento da oferta poderíamos até culpar o câmbio, mas não foi isso que aconteceu. Sendo assim, essa história de variação de câmbio não me convence. Talvez porque eu seja muito burro e não um especialista em finanças, mas o gozado é que essa questão do câmbio só apareceu depois do Ministério Público questionar a operação. Ninguém falou nisso no momento do anúncio da escolha do caça em Dezembro de 2013. Todo mundo guardou o valor em dólar.

Olha, eu continuo torcendo para o Gripen dar certo apesar de hoje ter uma posição mais madura sobre essa escolha, no entanto, eu humildemente acho que com esses quase 1 bilhão de dólares gastos a mais (5,4 - 4,5) poderíamos ter adquirido um esquadrão de jatos de treinamento avançado como os M346, uma necessidade que a cada dia parece mais evidente.

Bom, uns dizem que essa investigação do Ministério Público é pura politicagem, no entanto ele existe para isso mesmo. Então vamos aguardar e tomara que eu esteja totalmente equivocado com as minhas contas. Se assim for, me perdoem pois sou apenas um leigo interessado no assunto.

Em tempo: Por ocasião do anuncio da escolha do caça, o site sueco Dagens Nyheter estimava em 19/12/2013 que o pedido do Brasil era da ordem de 30 bilhões de coroas. Como 30 bilhões se transformam nos quase 40 bilhões de outubro de 2014?