Coalizão árabe destrói avião em ataques contra aeroporto de Sana (atualizado)


A coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, realizou sete ataques contra o aeroporto internacional de Sana nesta terça-feira, e um deles provocou o incêndio de um avião de civis que estava vazio, informaram à Agência Efe fontes da base aérea.

Os sete bombardeios consecutivos tinham como alvo as principais pistas de aterrissagem do aeroporto, onde estava um avião da companhia "Al Saida"*, uma aeronave modelo C-RJ com capacidade para 75 passageiros.

Os ataques também destruíram uma estação de combustível dentro do aeroporto, assim como a pista de aterrissagem principal.


No dia 21 de abril, a coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, concluiu a operação "Tempestade de Firmeza", que consistiu em bombardeios durante quase um mês contra posições dos rebeldes houthis no Iêmen.

Nesse mesmo dia, a aliança anunciou uma nova operação batizada como "Devolução da Esperança", que começou um dia depois, e que tem como objetivo reconstruir o Iêmen.


No entanto, desde então a coalizão árabe continuou a bombardear certas regiões do país onde há milicianos xiitas. Enquanto isso, seguem os combates entre os grupos rivais, principalmente nas províncias do sul.