Pesquise no Site

Rafales e Fulcrums na terra do Faraó


Segundo o site The Cairo Post, o ministro da Defesa Egipcio viajou a Russia para tratar, entre outras coisas, da aquisição de caças Mig-29. Essa noticia já tinha sido publicada há alguns dias, mas ninguém levou a sério. Nessas horas você desconfia de quem está publicando, mas a sede do The Cairo Post fica em Giza, no Egito. Então não é um site estrangeiro falando bobagem. 

Mas afinal, qual a lógica de comprar Migs se o Egito acabou de assinar uma compra de Rafales? Para começo de conversa, vamos lembrar que este assunto de compra de Migs esta rolando desde que a venda de novos caças F-16 foram negadas pelos americanos por conta da "falta de democracia" na terra do Faraó.

Recentemente Putin visitou o Cairo onde acordos de cooperação na Agricultura, industria e no campo da Energia Nuclear foram tratados. Em sua visita a Moscou em fevereiro, o Presidente Egípcio discutiu compras militares no valor de 2 bilhões de dólares, que incluíam sistemas de mísseis, helicópteros e os Migs. 

O que aparentemente esta sendo mostrado com esses acordos com franceses e russos é que, o Egito não vai esperar os americanos mudarem de ideia e buscará outros fornecedores. O que fica esquisito é porque não adquirir logo os Mig-35? Será que o preço esta salgado? 

Outra dúvida é quem vai patrocinar esta festa? Afinal, hoje o Egito é o quarto maior operador de F-16 do mundo, algo em torno de 240 unidades. Vai precisar de muuuuuuuito Mig e Rafale para mudar isso. 

Em tempo: A maioria das matérias publicadas anteriormente falam na aquisição de 24 Mig-29M. Segundo o mesmo site, a França vai emprestar quase 3,6 bilhões de dólares para financiar o acordo recentemente assinado.

Atualização

O site Daily News Egypt também publicou a respeito da viagem do Ministro reforçando a questão do Mig-29 e lembrando que o acordo com russos contempla a entrega de helicópteros Mi-35 já que os esperados Apaches Americanos também foram negados em 2014.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...