La Guardia é reaberto...


Nova York, 5 mar (EFE).- O aeroporto LaGuardia, em Nova York, reabriu uma de suas pistas horas depois do incidente na aterrissagem de um avião que vinha de Atlanta com 125 passageiros e 5 tripulantes a bordo, causado por um temporal de neve que obrigou às autoridades a fecharem o tráfego aéreo no terminal. 

A Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey confirmou a reabertura da pista 4/22 do aeroporto e das decolagens e aterrissagens de aviões, disse à agência Efe um de seus porta-vozes. As pistas do aeroporto LaGuardia foram fechadas pouco depois das 11h (local, 13h em Brasília) depois de o avião da companhia Delta Airlines saísse de pista ao aterrissar durante uma forte tempestade de neve.

Após tocar a terra o avião perdeu o controle e terminou atingindo uma das cercas de segurança do aeroporto e a parte dianteira do aparelho ficou na beirada das águas da baía de Flushing. 


Os 125 passageiros e cinco membros da tripulação tiveram que ser evacuados através de uma das saídas de emergência e depois foram transferidos de ônibus ao terminal, onde foram atendidos por uma equipe de médicos e psicólogos. 

As autoridades confirmaram que não houve feridos de gravidade durante o incidente, embora pelo menos 15 dos passageiros tenham sido atendidos por causa de pancadas e escoriações. "Estou bem, só dói um pouco as costas. 

Tudo estava bem no momento de aterrissar, quando começou a frear todo mundo sentiu a sacudida, mas conseguimos manter a calma", relatou um dos passageiros ao jornal "New York Post". O jogador de futebol americano Larry Donnell, da equipe Giants, estava no avião, e publicou várias fotos e vídeos do incidente nas redes sociais. 

"Vejam isto, sabia que tinha que ter ficado em casa", disse o jogador em sua conta no Instagram. Pouco depois das 15h, 876 voos que tinham o LaGuardia como origem ou destino haviam sido cancelados, e os outros aeroportos da região metropolitana de Nova York sofriam importantes atrasos e cancelamentos. 


Nossa tarefa "é garantir que nossos clientes e a tripulação estejam bem e a Delta trabalhará com as autoridades para determinar os motivos que causaram este incidente", disse a companhia aérea em comunicado. 

Uma das asas do avião ficou danificada durante a aterrissagem e o aparelho sofreu um vazamento de gasolina. Nenhum incêndio foi registrado, apontou uma gravação das comunicações com a torre de controle. 

A costa leste dos Estados Unidos enfrenta hoje um novo temporal de neve que, em Nova York, onde são esperados até 10 centímetros de neve já provocou problemas nos deslocamentos rodoviários e aéreos. 

EFE via R7

Atualização

Um problema de freio pode ter feito o jato derrapar na pista, de acordo com o depoimento da tripulação do voo, disseram investigadores de segurança federal nesta segunda-feira (9/2). G1