Pesquise no Site

De quem é esse Drone?


Dono de drone que caiu no campus é desconhecido, diz USP

Caloura do curso de Letras publicou foto com relato sobre descoberta do equipamento no campus e entrega dele a funcionário; administração diz que proprietário ainda não foi identificado

Um espião misterioso causou outro mistério em uma das faculdades mais tradicionais da Universidade de São Paulo (USP). Não era um pássaro, tampouco um avião: era um drone, branco, da marca Phantom, com quatro hélices, que caiu na manhã dessa terça-feira na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e foi encontrado por uma aluna. A universidade só confirmou na tarde desta quarta a existência do equipamento intruso, mas não soube dizer quem é o proprietário.

O caso veio a público pelas redes sociais, onde a caloura do curso de letras Olga Roschel, de 20 anos, relatou a descoberta – com foto. “Pessoas, eu vi pela janela da sala esse drone caindo, hoje por volta das 10h. Resgatei e deixei no achados e perdidos da Letras. Se alguém souber como contatar a pessoa que está procurando ele, avisa pra irem lá buscar!”, escreveu.

O Terra conversou com a estudante. Ela confirmou a história relatada em um post do Facebook e deu outros detalhes – entre os quais, que ao menos outros dois alunos da turma viram o equipamento que ela garante ter entregado a um segurança.

“Eu estava em aula, no primeiro andar do prédio de Letras, quando vi aquela coisa caindo. Cheguei a achar que fosse um galho podre de árvore. Era umas 10h, mas, como eu estava em aula, esperei acabar e fui lá ver já perto do meio-dia – na parte da frente do prédio, em uma área que a gente chama de ‘quadrado da Letras’”, relatou. 

“Depois que encontrei, ainda fiquei uns 30 ou 40 minutos sentada ali, esperando – uma menina chegou a dizer que um senhor de meia idade estaria procurando algo do tipo, mas não apareceu. Então entreguei para um segurança da recepção da faculdade – ele anotou meu nome, meu número de aluna e disse que encaminharia ao Achados e Perdidos”, completou Olga, que observou: “Hoje fui perguntar lá mesmo se tinham achado o dono, e me disseram que o drone havia sido levado para a Administração”.

Para a caloura, “mais estranho que a descoberta, em si, é as pessoas estarem aparentemente brincando com drones”. “Podia ter caído na cabeça de alguém da universidade, e, como ele é grande e pesado, seria um acidente razoável, não?”, indagou.

USP diz que equipamento irá ao Achados e Perdidos

A assessoria de imprensa da FFLCH confirmou às 16h06 desta quarta que, de fato, o drone foi encaminhado ao setor de Achados e Perdidos - o que, mais cedo, era dito como desconhecido ou negado, respectivamente, pelo setor de Achados e Perdidos e pela administração da faculdade.

"O drone foi entregue ao vigia que estava de plantão no prédio de Letras naquele momento e será encaminhado ao Setor de Achados e Perdidos, localizado no prédio da Administração da FFLCH (Rua do Lago, 717, Cidade Universitária). Até o momento não se apresentou o proprietário do equipamento. O drone ficará à disposição no endereço informado para ser entregue a quem comprovar a posse do mesmo", diz a nota da assessoria.

O modelo encontrado pela aluna no campus da USP é comercializado em sites especializados em venda a preços a partir de R$ 5 mil.


Nota: Segundo o site G1 o equipamento já foi entregue ao dono. O serviço de vigilância da USP não seguiu os protocolos normais para esse caso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...