Pesquise no Site

Atenção pilotos: Fiquem de olho no golpe!


Piloto é contratado para transportar paciente e tem avião roubado em MT

Assaltantes passaram trote e roubaram um avião monomotor Cessna.
Piloto e copiloto foram rendidos por assaltantes e amarrados em veículo.

Um piloto de avião monomotor teve a aeronave roubada por assaltantes no aeroporto municipal de Cotriguaçu, a 920 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, o piloto trabalhava para uma empresa de táxi aéreo e tinha sido chamado para fazer o transporte de um suposto paciente no hospital da cidade. No entanto, se tratava de um trote dos assaltantes para atrair o piloto e poder tomar a aeronave, um Cessna 210 de prefixo PT-KEO. O assalto ocorreu no sábado (7).

Os assaltantes entraram em contato com o piloto e disseram que o hospital, ao qual a vítima presta serviços de transporte, precisava transportar um paciente que estava em estado gravíssimo para a cidade de Alta Floresta, a 800 km da capital. O piloto, e o copiloto, saíram de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá e foram para a cidade.

“Quando chegou ao aeroporto ele desceu e foi rendido pelos assaltantes armados. Eles amarraram o piloto e o copiloto e os deixaram em uma caminhonete abandonada próximo ao aeroporto. Esse veículo foi roubado em Cáceres em 13 de fevereiro”, contou ao G1 o delegado que investiga o caso, André Ribeiro.

Segundo o delegado, o piloto não soube dizer quantos eram os assaltantes, já que foi obrigado a abaixar o rosto a todo o momento da ação. No entanto, afirmou que os suspeitos são brasileiros e não estavam usando nenhum tipo de capuz no rosto. Os dois pilotos conseguiram se soltar algumas horas depois e pedir socorro.

“A investigação ainda está em andamento. Ouvimos as vítimas e a enfermeira do hospital.  Ela disse que recebeu a ligação do piloto mas ela não confirmou que havia um paciente para ser transportado e não tinha recebido essa informação até aquele momento. Mesmo assim ele veio [para o aeroporto] para adiantar, até porque supostamente o estado de saúde seria gravíssimo”, completou o delegado.

Conforme a polícia, o aeroporto não conta com câmeras de segurança e nenhuma pessoa teria presenciado o assalto. Além disso, o avião não tinha nenhum tipo de rastreador. “É um aeroporto pequeno, apenas uma pista para pousos e nem tem um segurança. Estamos trabalhando com o Setor de Inteligência de Cuiabá para tentar investigar, já que existiram outros casos de roubo de avião e ver se tem alguma relação”, finalizou Ribeiro.

G1

Em tempo: No mês passado em um caso semelhante, além do roubo do avião, o piloto foi dopado e acordou em um quarto de hotel (veja aqui).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...