Pesquise no Site

Viemos para somar? Não, para bombardear!


Seis caças F-16 E/F Block 60 dos Emirados Árabes Unidos chegaram a Jordânia para participar dos ataques aos terroristas do ISIS. Segundo o site The Aviationist, alguns desses aparelhos não teriam a identificação dos EAU. 

Por não ser uma operação secreta, já que foi amplamente divulgada pela mídia, a ausência de identificação poderia ser explicada pela utilização de células que participaram de ações discretas na Líbia.



A Jordânia tem liderados os ataques da coalizam e em três dias afirmam ter neutralizado 20% do poderio militar dos extremistas atacando 56 alvos militares, segundo o General Mansur Al-Jabur, chefe da Real Força Aérea Jordaniana.

A intensificação dos bombardeiros iniciaram como forma de retaliação ao assassinato de um piloto jordaniano queimado vivo e cuja execução foi exibida em vídeo pelos terroristas. Após a afirmação de Al-Jabur surgiram questionamentos do porque dos ataques jordanianos terem sido tão efetivos se os promovidos pelos americanos não pareciam ter eficácia.

A explicação poderia estar na ineficácia da designação de alvos passados para os americanos, mas por enquanto isso é apenas uma hipótese. Jogos de poder e interesses políticos na região talvez sejam a melhor explicação para o fisco.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...