Que tal um Museu Aeronáutico na capital de SP?

BF109 pendurado no Museu da TAM em São Carlos
Eu não costumo repetir matérias de outros blogs nacionais mas essa iniciativa publicada pelo site ASAS METÁLICAS precisa ser divulgada. Existe um projeto para transferir o acervo do Museu da TAM junto com elementos excedentes do MUSAL e outros espalhados pelo país para a capital do estado que depende de financiamento. Vamos ajudar divulgando? Leia a matéria completa abaixo.

Museu Aeronáutico em São Paulo: Um projeto embrionário!

Em uma reunião na quinta feira, dia 29 de janeiro, às 14 horas, no COMAR IV, São Paulo, um seleto grupo iniciou conversações sobre a instalação de um museu de aviação naquela capital. O projeto foi apresentado pelo Comandante do IV COMAR, o Major Brigadeiro Damasceno , que expôs detalhes e perspectivas desta grande empreitada.

Na platéia estavam representantes da Fundação Santos Dumont, Aeroclube de São Paulo, Associação de Pilotos de Helicópteros, Polícia Militar , revistas de aviação e outras entidades . Uma importante presença foi a de João Amaro, fundador e diretor do Museu da TAM, em São Carlos.

Projeto

A idéia embrionária é transferir o acervo do Museu da TAM para uma área sob jurisdição do Comando da Aeronáutica, localizada junto ao HASP (Hospital da Aeronáutica de São Paulo). Esta é uma área de 110 mil m² e cerca de 40% seriam destinadas a estrutura física do museu e áreas de conveniências . Uma grande estrutura com lojas, praça de alimentação, entretenimento, biblioteca e pesquisa; uma área tanto para se passar um dia inteiro apreciando a aviação e tudo que a envolve e/ou estudando o desenvolvimento das tecnologias aeroespaciais.

Acervo

O acervo deste museu será formado pelo atual Museu em São Carlos, unidades excedentes do Museu da Aeronáutica do Rio de Janeiro e outras unidades espalhadas pelo país, à espera de um resgate histórico. Também se prevê a incorporação de itens relativos à nossa indústria aeronáutica, notadamente Embraer e Neiva. Nas palavras do Cel. Flemming , porta-voz da ABRAPHE “há que se pensar também sobre a conservação de unidades históricas em monumentos espalhados em praças públicas pelo país, sofrendo processo de deterioração e posterior descarte. São unidades passíveis de um estudo visando sua integração a um museu”.  Flemming também lembrou que “é de extrema importância a questão da perenidade do projeto, a certeza de que o Museu sobreviverá para as gerações futuras”.  Sobre este assunto temos em um passado não muito distante o desmantelamento do Museu Aeronáutico de São Paulo, que funcionava no Parque do Ibirapuera. Vários itens históricos acabaram sendo perdidos.

Financiamento

Este é, sem dúvida, o maior entrave para a decolagem do projeto. A construção de uma obra desta magnitude exigirá um aporte de grande vulto e uma vontade política para sua execução. Infelizmente, não podemos afirmar que o país tenha um reconhecido histórico de preservação de nossa história, nossos museus sofrem constantemente com a necessidade de doações e serviços de conservação e manutenção.

Sem dúvida, este projeto é um grande desafio para a aviação brasileira, as adversidades exigirão alguma genialidade e muito empenho de todos os envolvidos. Mas como disse Santos Dumont “na luta pelo progresso, só vale o sucesso.” Busquemo-lo pois !

Texto – Reinaldo Neves


Conheça um pouco mais do Museu da TAM aqui
Conheça outros aviões espalhados pelo país em monumentos aqui