Movido a "batelia"


O primeiro avião elétrico chinês, denominado RX1E, recebeu o certificado oficial de voo e já pode ser comercializado, informou a imprensa oficial, citada pela agência EFE. Trata-se de um pequeno aparelho de dois lugares que pode alcançar a velocidade máxima de 160 quilômetros por hora e tem uma autonomia de 40 minutos, com as baterias completamente carregadas.

O aparelho, que pesa 480 quilos, vai ser lançado no mercado pelo valor correspondente a 156.700 dólares (138.489 euros ao câmbio atual). Segundo os seus criadores, recarregar as baterias custa apenas cinco yuan (0,8 dólares ou 0,7 euros).

Os promotores do avião estimam que o mercado chinês possa absorver cerca de mil unidades e estão avaliando a possibilidade de exportação para a Europa e Estados Unidos.


Nota: A aeronave entrou em produção em Novembro passado, de acordo com o China Daily. Seus criadores estimam que cada hora de voo custará 20 yuan, incluso o custo do carregamento da bateria.