Pesquise no Site

Êta "Vida Mardita"!


De acordo com o site The Hindu, o porta aviões Vikramaditya ou "Vida Mardita" como é chamado pelos fóruns, estaria operando de maneira precária, com as "pernas curtas". A razão disso seria a falta de confiança nos motores russos RD-33MK de seus Mig29K.

O Mig29 conta com duas turbinas. Durante o pouso, caso não consiga prender no gancho de parada do navio, o piloto precisa arremeter, uma operação que pode ser comprometida caso haja uma falha de um dos motores.

O pouso com uma só turbina também é possível, mas como os pilotos ainda estariam em treinamento, as autoridades preferem operar o porta-aviões próximo a uma base, limitando seu raio de ação a 200 milhas náuticas.


Má fama?

É claro que isso é apenas uma fase que será superada com treinamento, mas o texto contribui para o mito que paira sobre a qualidade dos motores russos.

Não estou qualificado para analisar motores, mas o que sabemos é que no passado alguns modelos de turbinas russas foram problemáticas. Talvez seja essa a principal razão que fez os caças da era soviética após a terceira geração terem dois motores.

Sabemos que muita água rolou debaixo da ponte. Ao ver um caça russo mostrando seu empuxo vetorado podemos ter certeza disso. Fica apenas a dúvida: Podemos confiar em um caça que usa uma única turbina russa? 

Xiiiiii! Perguntei o que não devia! Já estou preparando meus "ouvidos" para as represarias que "ouvirei" pelo Facebook. Faz parte.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...