Antes tarde do que nunca


Hoje foi anunciado que uma equipe de montanhistas localizou os destroços do avião que transportava o time de futebol chileno Green Cross acidentado nos Andes ao sul do Chile em abril de 1961, 

O acidente do avião das linhas aéreas LAN, com 24 pessoas a bordo, entre elas parte da equipe de futebol Green Cross, comoveu o mundo e apesar de todos os esforços, o aparelho nunca foi localizado.

Há dias, uma expedição de montanhistas localizou os restos do avião a 3.200 metros de altura, na cordilheira de Linares, a 306 quilómetros de Santiago, noticiou hoje o La Segunda, citado pela agência EFE.


«O avião está a mais de 3.200 metros de altura. Conserva grande parte da fuselagem, muito material espalhado no lugar, incluindo restos de ossos», disse um dos membros da expedição, Leonardo Albornoz.

«Vai reescrever-se a história», porque os restos do avião não estão onde indicam todas as publicações oficiais, salientou. Leonardo Albornoz disse também que a localização exata não vai ser revelada para evitar que se transforme num «local turístico».

«Não queremos que se profane o lugar e se levem os restos como troféus, porque não se pode esquecer que ali morreram pessoas e há que respeitar as famílias», sublinhou. O acidente, que matou vários jogadores, técnicos e dirigentes do clube, ocorreu a 03 de abril de 1961, quando os jogadores do Green Cross regressavam de um jogo.

Fundado em 1916, o clube jogou na primeira divisão do campeonato de futebol do Chile até à sua dissolução em março de 1965.

Adaptado do site TSF