Tiro ao Alvo (atualizado)

Um avião da companhia Flydubai, dos Emirados Árabes Unidos, foi alvo de tiros quando aterrissava ontem à noite no Aeroporto Internacional de Bagdá, o que fez com que as companhias emiradenses suspendessem os voos para a capital do Iraque. 

O ataque foi efetuado por um franco-atirador localizado em Al Riduaniya, no sudeste do aeroporto, que foi cercada pelas forças da ordem, informou nesta terça-feira à Agência Efe uma fonte de segurança iraquiana. A fonte explicou que duas pessoas ficaram feridas no incidente, uma delas menor de idade.

A Flydubai, no entanto, não confirmou a existência de vítimas*. A companhia disse que o desembarque dos passageiros ocorreu normalmente, sem necessidade de atendimento médico no aeroporto. 

A empresa confirmou apenas que os disparos causaram danos no avião. As outras companhias que suspenderam seus voos para Bagdá são a Emirates, de Dubai, e Etihad, de Abu Dhabi. Um porta-voz da Emirates disse à Efe que a decisão foi tomada por razões de segurança e que os voos serão retomados assim que a situação permitir. 

A suspensão só afeta o aeroporto de Bagdá. A Etihad anunciou em sua conta no Twitter a suspensão dos voos e alegou que a decisão foi adotava para garantir a segurança dos passageiros e funcionários. 

O Iraque vive desde junho passado uma violenta luta contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), cujo avanço nos primeiros meses gerou o temor de que o aeroporto de Bagdá caísse em mãos dos extremistas. 

No entanto, a situação no aeroporto se manteve sob controle e estável. Em novembro do ano passado, um suicida a bordo de um carro-bomba se dirigiu ao aeroporto, mas o veículo explodiu antes de chegar ao seu destino

EFE via R7

Atualizações*

De acordo com a Reuters (via R7), companhias aéreas de pelo menos três países suspenderam os voos para Bagdá. Uma autoridade aeroviária e uma autoridade de segurança disseram que dois passageiros ficaram levemente feridos quando três ou quatro balas acertaram a fuselagem do avião.

As autoridades detiveram suspeitos em fazendas ao sul do aeroporto, que se localiza nos arredores do oeste da cidade. Não ficou claro se os disparos fora intencionais. As companhias afetadas foram a flydubai, a Emirates Airlines, a Air Arabia e a Etihad Airways,  a Turkish Airlines e a libanesa Middle East Airlines.

“Após pousar no Aeroporto Internacional de Bagdá em 26 de janeiro de 2015, foram descobertos danos na fuselagem da aeronave do voo FZ 215 consistentes com disparos de armas de fogo de pequeno calibre”, declarou o porta-voz.