Pesquise no Site

Acidente no Paraná (atualizado)


Uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida após um helicóptero cair na rodovia PR-576, em Santa Mônica, no noroeste do Paraná, na noite de sábado (10). De acordo com a Polícia Militar (PM), a aeronave seguia de Porto Rico, também na região noroeste, para um rodeio que era realizado em um distrito de Santa Mônica. Após a queda, o helicóptero pegou fogo.  

O piloto morreu na hora. O copiloto, que também é dono da aeronave, sofreu queimaduras de segundo grau em 70% do corpo, ainda conforme a polícia.  A vítima foi levada para o hospital Santa Casa de Paranavaí*.


O copiloto do helicóptero disse à polícia que o acidente foi provocado após um urubu bater no para-brisa da aeronave. Após o choque, a máquina perdeu força, esbarrou na fiação elétrica e caiu logo. O Major da Polícia Militar Ademar Paschoal, informou que o copiloto também era dono do helicóptero que caiu em Terra Boa no dia 7 de dezembro de 2014.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o helicóptero, fabricado para transportar três pessoas, estava com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) regular e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) venceria apenas em fevereiro de 2015.


Desvio

Devido ao acidente, a rodovia PR-576 está interditada, no entanto o tráfego de veículos ocorre por uma estrada rural no trecho entre Aparecida do Ivaí e Santa Isabel do Ivaí.

Quedas de helicópteros no estado

No início de dezembro de 2014, três pessoas ficaram feridas após um helicóptero cair em Terra Boa, também na região noroeste. Segundo a PM, a aeronave levantava voo, para fazer um passeio panorâmico, quando ocorreu uma pane mecânica e caiu.  Ao todo, quatro pessoas estavam na aeronave. Após o acidente, o piloto fugiu sem prestar socorro às vítimas. A aeronave estava com o CA e o IAM irregulares.

Em agosto do mesmo ano, cinco pessoas ficaram feridas na queda de um helicóptero em Candói, na região central. A aeronave fazia um voo panorâmico com visitantes e caiu de uma altura de aproximadamente 15 metros. O helicóptero estava em situação irregular, conforme aponta o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB) da Anac. A Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam vencidos, ambos há mais de um ano.

G1

*Nota publicada em 13/01/2015: Segundo o site O Diário, o copiloto veio a falecer.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...