Pesquise no Site

U$ 100 milhões por Gripen


Não sou eu que estou falando isso. Quem disse foi o vice-presidente de parcerias industriais da Saab Aeronáutica, Jan Germundsson em uma matéria do Diário do Grande ABC. Segundo o jornal, ao analisar a expectativa de faturamento da SAAB para os próximos anos com o caça, o executivo fez a seguinte projeção.

Até 2034, a Saab estima que sejam demandados 5.000 aviões-caça em todo o mundo. Desses, a empresa acredita ter condições de disputar 3.000 dos quais, com a parceria da Embraer no Brasil,  espera-se atender entre 10% e 15% desse montante, ou seja, de 300 a 450 aeronaves.  

Disse então o executivo: “Considerando que cada caça custe US$ 100 milhões, temos mercado de US$ 30 a US$ 45 bilhões.”.

Eu sinceramente não estou nem ai para quanto a SAAB vai faturar, mas sempre tive dúvidas sobre o valor unitário do caça. Como tínhamos apenas os números totais, isto é, 5,4 bilhões por um pacote que além das 36 aeronaves incluíam suporte, treinamento e etc, o valor unitário ficava mascarado, deixando em dúvida quanto realmente o bichinho custava.

Agora resta saber a expetativa de vida deste avião na FAB. Nossos Mirages III foram substituídos com cerca de 30 anos de utilização. Já os F5 espera-se que voem até 2025 com quase 50 anos de idade. Por 100 milhões, acredito que o contribuinte brasileiro espera que esta bagaça voe por 100 anos.

Red Flag do ano de 2114

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...