Pesquise no Site

Um mês e nada!


Um mês após o sequestro de um avião de propriedade da família Riva, juntamente com piloto e copiloto, o caso ainda é um mistério para a polícia. 

A aeronave King Air, modelo C90GTI, de 2006, prefixo ATY, o piloto Evandro Rodrigues de Abreu e o copiloto Rodrigo Frais Agnelli estão desaparecidos desde as 12h30 do dia 20 de setembro, quando sumiram do aeroporto de Pontes e Lacerda.

Ambos aguardavam a chegada do deputado estadual Jose Riva, da candidata ao governo Janete Riva (PSD), e do candidato ao Senado, Rui Prado (PSD), para embarcar rumo à Vila Bela da Santíssima Trindade...

Comércio ilegal em San Ignácio

De acordo com o delegado de Pontes e Lacerda, Gilson Silveira, no município de San Ignácio não há radar e é nessa localidade que se tem notícia de um comércio clandestino de aviões e pistas clandestinas.

O delegado explicou que o radar só começa a ser captado em Santa Cruz de La Sierra, e lá a polícia boliviana também está mobilizada nas buscas.

Quanto aos pilotos, a Polícia Civil mato-grossense e a boliviana acreditam que estejam sendo usado pela quadrilha para levar a aeronave até o destino. "Esse avião não é qualquer um que pilota e eles precisam dos pilotos para levar até o destino. Essa é a nossa suposição", disse o delegado.

Manifesto

O último dia 9, familiares, amigos e a Abelha Táxi Aéreo fizeram manifestação, com faixas, em frente do aeroporto Marechal Rondon, para sensibilizar as autoridades brasileiras e bolivianas. O deputado José Riva (PSD) participou do ato, juntamente com os deputados Jota Barreto e Wagner Ramos, ambos do PR.

Além do apelo governo federal e da Bolívia, o deputado reforçou o pedido ao governo do Estado e inclusive, sugeriu medidas drásticas em relação ao país vizinho.

A intenção é que os pilotos sejam liberados de forma diplomática, através do Itamaraty, para que não corram riscos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...