Só faltou dizer o custo


Um novo helicóptero vai integrar a frota do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp). A aeronave, modelo 350 B2 Esquilo, vai ser entregue pelo Governo do Estado na próxima quinta-feira (25), às 09 h, no município de Redenção, no sul do Pará, onde será instalada uma nova base do Graesp para reforçar a segurança na região. 

O evento vai contar com as presenças do secretário de Gestão, Adnan Demachki, do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, e de outros gestores das instituições do Sistema de Segurança Pública.

“Num Estado com as distâncias e as dimensões do Pará, os meios aéreos proporcionam uma grande mobilidade ao Sistema de Segurança Pública e Defesa Social, facilitando e viabilizando a realização de operações policiais e de defesa civil em todo o território paraense, com o deslocamento rápido de tropas das forças de segurança para qualquer região paraense”, destacou o secretário Luiz Fernandes Rocha.

Ele informou que a aviação de segurança no Pará começou a ser planejada e desenvolvida pelo Governo do Estado a partir de 2003. No período de 2006 a 2010 houve uma descontinuidade no incremento das ações, mas, a partir de 2011, o governo determinou o restabelecimento e a descentralização das atividades do Grupamento Aéreo de Segurança Pública, com bases fixas distribuídas nas várias regiões paraenses. 

“Hoje, o Graesp não garante apoio apenas às ações da área de Segurança Pública. A missão é bem mais expressiva. O grupamento já atende a mais de 70% do território paraense, com bases fixas em Belém, Santarém, Marabá, Altamira e, agora, em Redenção”, acrescentou o secretário.

A unidade atua ativamente em ações aeromédicas, de socorro, resgate e salvamento aéreo; no transporte de equipamentos e pessoal em operações de combate ao tráfico de drogas; na localização de criminosos em matagais e região de floresta; no radiopatrulhamento aéreo, de vigilância e ambiental; no auxílio às operações de preservação de recursos minerais; no combate a crimes ecológicos e queimadas, e em outras demandas.

Mobilidade - “Os meios aéreos proporcionam uma grande mobilidade ao Sistema de Segurança, viabilizando operações e deslocamentos, em todo o território paraense, voltados para uma série de ações, como o deslocamento rápido de tropas da Polícia Militar, equipes da Polícia Civil e militares do Corpo de Bombeiros, para qualquer região do território”, frisou Luiz Fernandes Rocha.

No primeiro semestre deste ano, o Governo do Estado entregou novas aeronaves para reforçar a frota do Graesp. A unidade recebeu três helicópteros modelo AS 350 B2 Esquilo. As aeronaves possuem seis assentos, mono turbina, com partes fixas e móveis do imageador térmico e sistema de transmissão de imagens.

Os helicópteros contam com vários equipamentos e acessórios para a execução de operações aéreas: câmera e imageador térmico, para transmissão de imagens, farol de busca, piso com blindagem para calibre 7,62, ar condicionado, corta cabos, guincho de carga, gancho de carga, painel alongado com Movie Terrain (GPS com mapa), radar meteorológico, bamby bucket (bolsa de combate a incêndio) e coletes de salvamento infláveis.

Os novos helicópteros também garantem apoio às operações de repressão à “pirataria” nos rios paraenses, abordagem de grupos suspeitos para averiguação, bloqueio de grupos criminosos em fuga, segurança de comboios em deslocamentos, patrulhamento sistemático, realização de operações de resgate e salvamento - em especial nas ações de defesa civil, em casos de desastres e catástrofes -, realização de cerco e contenção em áreas de grande perturbação da ordem pública, realização de operações de segurança e apoio em eventos públicos de repercussão nacional (estádios, corridas de rua, procissões da Festividade de Nossa Senhora de Nazaré, entre outros), transporte e escolta de presos, e transporte de urnas, de funcionários e de policiais no período de eleições.

O Governo do Estado também já entregou um avião Caravan, modelo C-208, que incrementou a frota do Graesp. Agora, o Grupamento Aéreo passa a contar com sete aeronaves próprias (cinco helicópteros, um planador e um avião Caravan), além de três helicópteros locados. A aquisição destes veículos compõe uma planilha de investimentos feitos pelo Governo do Estado, a partir de 2011, que já soma cerca de R$ 80 milhões somente com equipamentos de aviação de segurança pública.