Sequestro de avião em Mato Grosso


A candidata ao governo do Estado Janete Riva (PSD) chegou em Cuiabá para acompanhar, junto com os familiares do piloto e do co-piloto, as investigações sobre o sequestro do avião que estava sendo utilizado na campanha eleitoral.Tanto o piloto como o co-piloto foram levados como reféns e até o momento não há informação do paradeiro deles. Janete cancelou a agenda de campanha nesse final de semana após o sequestro.
  
A aeronave foi raptada por criminosos armados neste sábado (20), na cidade de Pontes e Lacerda, distante 448 km da Capital. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que o avião tenha sido levado para a Bolívia.
  
As viagens de campanha da candidata era feita em dois aviões, sendo um exclusivo para ela e os coordenadores, e o outro para a equipe de comunicação.

Janete voltou no avião que levou a equipe de comunicação para a Pontes e Lacerda. Ela estava acompanhada do esposo, o deputado José Riva (PSD), e do candidato ao Senado Rui Prado (PSD). A equipe de comunicação da campanha retornou em outro avião que foi disponibilizado.

Segundo informações da assessoria, o avião sequestrado pode pousar em qualquer lugar, desde que a pista não seja muito curta. A aeronave éum King Air, do modelo C90GTI, de 2006 (prefixo PR-ATY).

Na aeronave sequestrada encontravam documentos de campanha, além das malas com objetos pessoais e documentos da candidata Janete Riva, do deputado estadual José Riva e do candidato ao Senado Rui Prado.