Pesquise no Site

Desacordados ATUALIZADO

Foto ilustrativa de um Socata TBM700
Um pequeno avião particular americano caiu nesta sexta-feira (5) perto da costa leste da Jamaica e duas pessoas morreram. Equipes de buscas e resgate, incluindo um avião militar e um helicóptero, estão a caminho do local, segundo a aviação civil do país. O avião caiu a 22,5 quilômetros a norte de Port Antonio, disseram autoridades de aviação civil dos EUA e da Jamaica.

O monomotor estava desgovernado a caminho de Cuba. Autoridades dos Estados Unidos acreditam que o piloto e os passageiros pudessem estar desacordados, segundo a rede de TV americana CNN.

Uma autoridade do condado de Nova York afirmou que um empresário norte-americano e sua mulher estavam a bordo. Os dois morreram, segundo a chefe executiva do condado de Moroe, Maggie Brooks, que deve conceder coletiva de imprensa ainda nesta sexta, de acordo com a Reuters. Ainda não se sabe se havia mais pessoas à bordo.


A guarda costeira dos EUA também está a caminho, segundo as forças de defesa da Jamaica.

O voo decolou do aeroporto internacional de Rochester, em Nova York, a caminho do aeroporto municipal de Naples, na Flórida, segundo a Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês).

De acordo com o Comando de Defesa Aeroespacial Norte-Americana, a aeronave foi acompanhada por caças militares F-15 dos EUA, até entrar no espaço aéreo cubano. Depois disso, os caças se foram.

A CNN reportou que os pilotos dos F-15 que escoltavam o monomotor puderam ver que o piloto estava inconsciente e que havia gelo na janela da cabine. Controladores de voo dos Estados Unidos acompanhavam na costa da Flórida o avião, cujo piloto não respondeu a contatos por rádio.

A aeronave estava a uma altitude de 7.62 km (25 mil pés) sobre o oceano Atlântico, de acordo com uma porta-voz da FAA.

"O piloto não respondeu a chamados por rádio desde as 10h da manhã (horário local)", disse a FAA. A aeronave, um Socata TBM-700, caiu às 14h15 locais (15h15, no horário de Brasília, indicou uma autoridade à agência France Presse.

Ted Soliday, diretor do aeroporto de Naples, disse à CNN que o avião tem seis assentos, mas que não sabe quantas pessoas estavam à bordo.

O aparelho havia decolado pouco após as 8h (horário local) de Rochester, no estado de Nova York, com destino a Naples, na Flórida.

Os detalhes sobre o acidente ainda são escassos, segundo a autoridade americana, que disse "aguardar novas informações sobre a situação".

O acidente foi acompanhado em redes sociais. Usuários do Twitter comentam o caso desde o momento em que os caças americanos acompanhavam a pequena aeronave, até ela sair dos radares e a queda ser confirmada.

G1

Atualizações

As operações de buscas pelo avião privado norte-americano que caiu na costa da Jamaica na sexta-feira foram retomadas neste sábado. A expectativa é, além de recuperar os destroços da aeronave, resolver o mistério que cerca o acidente. O avião, no qual estava um proeminente casal do norte do Estado de Nova York, voou mais 1.700 milhas depois do último contato com os operadores de voo.

Até a manhã deste sábado, os destroços do avião pertencente ao incorporador imobiliário Laurence e à sua mulher, Jane - ambos experientes pilotos - ainda não haviam sido encontrados. A aeronave aparentemente caiu no Atlântico a pelo menos 22 quilômetros da cidade costeira jamaicana de Port Antonio.

O comandante da Guarda Costeira jamaicana Antonette Wemyss-Gorman disse aos jornalistas que a área do Atlântico onde o avião caiu tem profundidades entre 457 e 610 metros. As buscas foram suspensas com o cair da noite de sexta-feira depois de o Exército jamaicano ter informado a descoberta de uma mancha de óleo na área da queda da aeronave.

Um veleiro de 154 pés (47 metros) da Guarda Costeira norte-americana ajudava nas buscas neste sábado. Em comunicado divulgado na sexta-feira, o 7º Comando Central Distrital da Guarda Costeira, em Miami, informou que três pessoas estavam a bordo da aeronave.

O piloto indicou duas vezes que havia problemas e pediu para baixar de altitude antes de receber permissão do controle de tráfego, segundo gravações das conversas de rádio. O contato com o avião foi perdido pouco depois.

Associated Press. via Agencia Estado

Nova atualização

Em 22/01/2015 a agencia EFE noticiou que os corpos de dois americanos que viajavam a bordo haviam sido recuperados após mais de quatro meses do acidente, nas águas ao nordeste da ilha caribenha.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...