Pesquise no Site

Uma queda de 314 Km/h em 45 graus

Um perito em aerodinâmica analisou, a pedido do Jornal Nacional, as últimas imagens do voo do jato Cessna, que caiu no litoral paulista há uma semana. Foi o acidente em que morreram o candidato do PSB à presidência, Eduardo Campos, e mais seis pessoas.

Foi uma queda rápida. Menos de um segundo e meio entre o avião aparecer no alto do vídeo e a explosão atrás do prédio.

“Não tenho dúvida de que vai ajudar muito a perícia. Mais um elemento para mostrar numa condição, nós chamamos condição dinâmica, como ocorreram os fatos”, disse Julio Meneghini, professor da escola politécnica da USP.

A imagem foi obtida pela TV Tribuna, afiliada da TV Globo em Santos, e exibida em primeira mão pelo Jornal da Globo.

O professor da escola politécnica da USP analisou o vídeo quadro a quadro. Ele usou como referência a altura dos diversos objetos que aparecem na tela, e o tempo que o avião leva para cruzar a imagem.

Com base nisso, ele afirma que o avião caiu num ângulo maior do que 30 graus. Provavelmente, 45 graus. E estima que a velocidade da queda foi de 170 nós aeronáuticos, ou seja, 314 km/h. O impacto foi tão forte que abriu um buraco de 3 metros de profundidade.

O que a imagem não é capaz de explicar é porque o avião aparece com o nariz apontado para baixo. Mergulhando. Algumas das hipóteses são investigadas: a desorientação dos pilotos em consequência do mau tempo ou falha mecânica. Os motores foram levados para análise em Sorocaba, no interior de São Paulo. O exame de todas as peças recolhidas no local do acidente poderá dar as respostas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...