Na justiça...

click para acessar o Youtube
Familiares de um rapaz de 27 anos de Ribeirão Preto (SP), morto em uma queda de helicóptero há quatro anos, entraram com uma ação na Justiça de R$ 4,5 milhões por danos morais e materiais. Baseados em um laudo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) que confirmou falha mecânica no acidente, eles querem processar a fabricante da aeronave e a empresa responsável pela manutenção.

A Power Helicópteros, responsável pela manutenção da aeronave e vendedora autorizada da fabricante americana Robinson em Ribeirão Preto, informou em nota que vai aguardar a citação oficial para se pronunciar sobre o pedido de indenização.

Em 16 de julho de 2010, um helicóptero com três ocupantes caiu no meio de um canavial no distrito de Vale Formoso, em Novo Horizonte (SP), depois de deixar uma fazenda da família com destino a Ribeirão Preto. Com a queda, Luciano Ribas, filho de um empresário dono do helicóptero, morreu carbonizado por não conseguir se soltar do cinto de segurança.  O proprietário José Ferreira Ribas Neto, de 54 anos, e o piloto José Carlos Aparecido de Oliveira, de 44 anos, tiveram queimaduras, mas sobreviveram.

O laudo do Cenipa apontou que a queda do modelo Robinson 44 aconteceu por uma pane ocasionada pela ruptura da conexão do eixo da embreagem. Localizada na caixa de transmissão do rotor principal, esta é a principal peça que mantém o helicóptero em funcionamento.

De acordo com o advogado da família de Ribas, Rafael Rosário Ponce, a ruptura causou rompimento no tanque de combustível e facilitou a propagação das chamas na aeronave. “A vazão do combustível fez com que a aeronave viesse a pegar fogo completamente”, disse.

Com base na avaliação técnica, a família pedirá na Justiça R$ 4,5 milhões referentes à perda do helicóptero e aos danos morais sofridos. “Foram propostas contra a fabricante e a empresa que realiza manutenção ações indenizatórias visando ressarcir esses danos que a família teve com a morte de Luciano, bem como a perda material em razão do helicóptero”, disse.