E ele "tem sorte de estar vivo"...


Um avô de 70 anos teve um dia de azar extremo: enquanto ele sobrevoava a cidade inglesa de Cambridgeshire a bordo de um planador, durante uma competição aérea local, outra aeronave se chocou com ele.

Com a batida, o planador perdeu a asa e o vovô piloto precisou ejetar e abrir o paraquedas, de uma altura de 1,3 km. Mas, o azar de Andy Preston ainda não acabara, já que ele pousou em um campo de trigo, bem em frente a uma colheitadeira. A situação exigiu que ele pensasse rápido e saísse do caminho da máquina.

Mesmo escapando da morte, Preston perdeu uma perna e fraturou algumas costelas no acidente. Em entrevista ao jornal Telegraph, ele contou que "tem sorte de estar vivo", e que "ninguém tem culpa do acidente".

— Como o avião inverteu no ar, eu apenas soltei meu cinto de segurança, abri a cabine e depois simplesmente caí. Tive sorte de estar naquela altura, com tempo para abrir o paraquedas. (...) Mas me assustei bastante com os pedaços de asas caindo ao meu redor, embora felizmente nenhum deles me atingiu.

Andy Preston afirma que não sabe ainda se vai voar novamente.