Crônica: O menino e o Domingo Aéreo



Era fim de tarde de um sábado, véspera de um Domingo Aéreo e o Pai resolve convidar o filho para um passeio especial.


- Filho, amanhã tem Domingo Aéreo em Pirassununga. Vamos lá?

O garoto que estava jogando no computador, pergunta sem tirar os olhos da máquina.

- Vai ter Super Hornet?

- Não filho. Super Hornet foi só daquela vez.

- E Hornet?

- Também não filho. Nem Hornet, nem Super Hornet.

- Nunca mais vai ter Super Hornet?

- Talvez não filho. O Brasil não comprou esses aviões...

- Então vai ter Gripen, né?

- Ainda não filho...

- Só o ano que vem?

- Não filho. Acho que só depois do seu aniversário de 10 anos.

- Então vai demorar?

- Um pouquinho...

- Já sei! Vai ter Mirage 2000!

- Não filho. O Mirage já aposentou. Quando a gente for de novo no Museu a gente vai vê-lo.

- Então o que vai ter lá?

- Ah, vai ter F5...

- F5 eu vejo no PAMA.

- Vai ter o AMX...

- Eu já conheço o AMX...

- Ah vai ter paraquedista, avião fazendo acrobacia, deve ter uns Black Hawk...

Nisso a mãe que é fã do EDA interrompe o Pai.

- Vai ter Esquadrilha da Fumaça?

- Não sei. Eu vi na Internet que esta na programação, mas na página do EDA diz que as atividades estão suspensas.

- Ah, então não vai ter graça. Viajar quase três horas e não ver nem a fumaça?

- Pô! Desse jeito você não me ajuda a convencer o garoto. Eu queria ir para tirar umas fotos. Ver se encontro o pessoal do Facebook.

- Papai, porque você não vai sozinho então? Assim a mamãe me leva amanhã no Shopping...

- Certo... Vou pensar.

O Pai vai na cozinha. Abre a geladeira. Ataca qualquer coisa e pensa:

- PQP! Onde foi que eu errei...