Pesquise no Site

Venezuela: Para evitar apagão aéreo Maduro ficará sem avião


Segundo o site português Record, o ministro de Transporte Marítimo e Aéreo, Hebert Garcia Plaza, anunciou, esta sexta-feira, que a Venezuela vai vender o avião presidencial para adquirir duas aeronaves que irão reforçar as operações internacionais da venezuelana Conviasa para destinos como a Itália que serão iniciadas no final de julho ou início de agosto.

Na realidade o reforço às operações da Conviasa são para compensar a diminuição de voos internacionais oferecidos por outras empresas como a Alitalia que cancelou 17 voos só no mês de Maio. Empresas como Air Canada deixaram de operar na Venezuela por causa da crise politica.

O avião presidencial venezuelano é um Airbus A-319CJ, que foi entregue em 2002 e custou 59 milhões de dólares (43,3 milhões de euros). O Presidente Nicolás Maduro anunciou, a 18 de dezembro de 2013, que cedia a aeronave à Conviasa para reforçar aquela linha aérea venezuelana.

Nicolás Maduro não acredita no cancelamento de voos e acusou a imprensa de manipular as notícias. Segundo ele, o que estaria acontecendo seria um reprogramação de voos por conta do mundial de futebol, que estariam sendo orientandos para o Brasil. Em Março o presidente ameaçou punir as empresas que saíssem da Venezuela.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...