Pesquise no Site

O exemplo dos Tchecos


Todos já sabem que a República Checa decidiu no início do mês prorrogar o contrato de locação de seus 14 caças Gripens da Suécia. No entanto, é bom lembrar que as negociações entre os dois países para sair esse novo contrato durou mais de dois anos. 

Em setembro de 2012 o site Cavok trazia uma matéria informando que o suecos estavam dispostos a oferecer um desconto para a extensão do contrato por 10 anos cobrando "apenas" o valor de US$ 776 milhões ou US$ 77,6 milhões por ano.

Os Tchecos recusaram, insistiram em mais vantagens, deixaram para os novos governantes decidirem, ameaçaram desistir e enrolaram. Os sueco ameaçaram retirar a proposta, mas em tempo de crise, o fregues tem sempre razão.

Quando finalmente assinaram, os Tchecos tinham ganhado um novo contrato de locação por 12 anos, com a possibilidade de prorrogação por mais 2, no valor de de U$ 815 milhões, em parcelas anuais de aproximadamente U$ 64 milhões. Tinha conseguido por tanto um desconto de quase 18% fora a inflação do período.

Não foi só isso. O contrato inclui treinamento para 25 pilotos e 90 técnicos na Suécia, além da garantia dos suecos atualizarem constantemente os Gripens tchecos para que os mesmos atendam sempre os requisitos da OTAN.

Agora com a desistência da Suíça, o Brasil tornou-se o único parceiro da Suécia na aquisição e desenvolvimento do Gripen NG. Agora é o momento de negociar. Façamos com o Gripen Tcheco da foto: Olho neles!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...