Pesquise no Site

GITE iniciou curso de guerra eletrônica


O Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE) iniciou, na última segunda-feira (12/05), o Curso Doutrinário de Guerra Eletrônica (CDGE). A instrução teve o objetivo de capacitar os Oficiais e Graduados da Força Aérea, Exército e Marinha a identificar os principais equipamentos e sistemas que interagem com o ambiente eletromagnético e propor soluções, em face às ameaças identificadas no cenário de guerra eletrônica, que tornem possível o cumprimento das missões atribuídas às unidade aéreas.

Ao longo de quatro semanas, os alunos participarão de instruções teóricas sobre a evolução da guerra eletrônica, conceitos básicos de radar, medidas de ataque e proteção eletrônica, guiamento de mísseis, entre outras. Além destas, ainda estão previstas instruções práticas no laboratório de guerra eletrônica do GITE, que possui equipamentos modernos com os quais é possível modelar um ambiente complexo na área radar.

Durante o curso, serão realizados experimentos para contextualizar os fundamentos de radar, processamento analógico e digital de sinais, rastreio de alvos e bloqueio e despistamento eletrônico de antenas com varredura eletrônica. A reprodução destas situações em laboratório facilita a compreensão de conceitos básicos para tripulações de combate, contribuindo para aumentar a probabilidade de sobrevivência de pilotos e suas plataformas nas várias missões no teatro de operações aéreas.

A cerimônia de abertura do curso foi realizada no auditório principal do GITE, sendo presidida pelo Comandante da Primeira Força Aérea (I FAE), Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, além de autoridades locais. Nesta edição do CDGE, o corpo discente é composto por 58 militares da FAB, quatro militares do Exército Brasileiro e dois militares da Marinha do Brasil.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...