Pesquise no Site

Entrega rápida


Um drone - espécie de mini-helicóptero de brinquedo - foi derrubado a tiros na tarde deste sábado (17) na Penitenciária 2 de Potim, no interior de São Paulo. Os agentes penitenciários fizeram cinco disparos contra o objeto, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). No momento do sobrevoo do drone, os presos recebiam visitas.

De acordo com a SAP, o drone transportava uma caixa com celulares. A caixa foi resgatada pelos detentos após a queda do aparelho. Por volta das 19h deste sábado, os agentes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) permaneciam realizando uma revista. Foram encontrados quatro aparelhos. 



As visitas aos internos foram suspensas neste sábado e domingo (18) após o ocorrido e a SAP não informou por quanto tempo a suspensão das visitas será mantida.

Segundo a esposa de um interno, houve tumulto e correria na retirada dos visitantes. Ninguém ficou ferido. Ela contou que por volta das 12h40 foi emitido um sinal sonoro para que as visitas saíssem devido a suspeita de que um objeto tivesse sido arremessado no raio 1 - na área interna da penitenciária. 

"A gente saiu no desespero. Nem os agentes de lá de dentro sabiam o que estavam acontecendo", disse.

Recorrente

Esse é o quarto caso neste ano que criminosos usam drones na tentativa de entregar 'encomendas' em unidades prisionais. No último dia 3 a PM apreendeu, próximo a Penitenciária 2 de Potim, oito celulares que caíram de um drone.

Além dos dois casos em Potim, outras duas ocorrências aconteceram no Centro de Detenção Provisória do Putim, em São José dos Campos.

Inaugurado em março de 2002, o complexo do Potim tem capacidade para 844 detentos em regime fechado, mas abriga mais que o dobro atualmente, com 1.795 internos.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...