Pesquise no Site

Empresa propõe serviço de rastreamento para aviões


Depois da perda do voo MH370, a fornecedora de serviços de comunicações via satélite Inmarsat propôs o desenvolvimento de um serviço de rastreamento global para aviões que pode ser implementado com pouco ou zero custo.

A empresa está oferecendo o sistema a todos os 11 mil aviões comerciais com passageiros que já estão equipados com a tecnologia via satélite da Inmarsat - que é a grande maioria da frota comercial de longo curso do mundo, disse a companhia na segunda-feira (12).

A ideia foi lançada pela Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO, na sigla em inglês), em face à conferência de segurança da aviação que está foi realizada em Montreal no mesmo dia.

A Inmarsat também oferecerá o serviço que ela chama de "caixa preta na nuvem". Eventos como um desvio de curso sem aprovação prévia irá acionar o serviço que iniciará um histórico e transmitirá dados de voo em tempo real, além de um gravador de voz via satélite para a equipe de segurança da aviação, disse a empresa.

O sistema foi proposto por conta da perda do voo MH370 da Malaysian Airlines, que desapareceu em pleno voo em março e ainda não foi encontrado. O avião estava equipado com um dispositivo da Inmarsat e "pings" emitidos por ele permitiriam que a empresa tivesse uma melhor estimativa da localização final do avião.

Os dados enviados pelos "pings" não incluíram informações de localização, mas Inmarsat foi capaz de usar outras características dos sinais de rádio recebidas para fornecer pistas sobre o localização final do avião.

O serviço de rastreamento, que adicionaria dados de localização a esses pings, pode ser implementado imediatamente em todos os aviões comerciais de longo curso que já utilizam o seu equipamento, disse a Inmarsat, acrescentando que parceiros de segurança da aviação são totalmente a favor da ampliação do uso de seu atual sistema de vigilância automática dependente ADS-C.

O sistema é usado para reportar automaticamente a posição da aeronave em tempo real, incluindo a altitude, velocidade e direção, via satélite às centrais de controle de tráfego aéreo, de acordo com o site da empresa. Isso ajuda os controladores de aeronaves a saberem onde o avião está em todos os momentos.

A Inmarsat também propôs a ideia à Associação de Transporte Aéreo Internacional (IATA, na sigla em inglês), e disse que o sistema poderia ser fornecido à indústria rapidamente e com "pouco ou nenhum custo".

A empresa não disse quanto o sistema poderia custar aos clientes e não pode ser imediatamente contatada para comentar sobre o assunto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...