Pesquise no Site

Correções do aeroporto de Manaus devem ficar para depois da Copa


Alagamentos e outros problemas que atingiram o aeroporto de Manaus na última segunda-feira (19), após forte chuva que caiu na cidade, podem ocorrer novamente durante a Copa, segundo cronograma de reparos enviado pela Infraero ao Ministério Público Federal no Amazonas.

Parte do aeroporto, que ainda está em obras de reforma e ampliação, ficou alagada, com infiltrações e goteiras. Banheiros e escada rolante foram interditados, e um pedaço do teto desabou. O incidente ocorreu no mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff afirmou que os aeroportos brasileiros estão preparados para a Copa.



Os problemas estruturais, principalmente aqueles relacionados à captação da água da chuva, haviam sido detectados pelos procuradores federais em janeiro deste ano. No final do mês passado, o MPF recomendou reparos. Segundo cronograma enviado pela Infraero no início de maio, algumas das adequações solicitadas só serão concluídas após o Mundial. Manaus receberá jogos nos dias 14, 18, 22 e 25 de junho.

O escoamento das águas pluviais, problema mais grave, segundo o MPF, não será sanado antes de 20 de junho. Infiltrações no estacionamento e forros com mal acabamento têm previsão de reparo apenas em julho. A falha no isolamento nos dutos de ar condicionado, que tem provocado condensação, deve ser resolvida em setembro.

"Nos preocupam os constantes atrasos e os vícios de uma obra deste porte. Nossa preocupação não é apenas a Copa, mas garantir que o novo aeroporto esteja adequado e sem estes problemas estruturais", disse o procurador Jorge Medeiros.

Por conta dos problemas, a Infraero reteve R$ 507 mil, referentes ao faturamento de maio do consórcio Encalso-Engevix-Kallas, responsável pela obras, o equivalente ao dobro do valor das correções que passam por reparos.

Segundo relatos de funcionários do aeroporto ouvidos pela Folha, problemas de alagamento têm sido comuns a cada chuva. Durante a manhã desta terça-feira (20), operários ainda cuidavam dos estragos do dia anterior.

Obras do acesso viário ao aeroporto
Em nota, a Infraero informou que, no último dia 12, acionou o consórcio responsável pelas obras para que os ajustes sejam feitos, entre eles adequações do forro, correções do piso tátil e da drenagem do estacionamento, e adequações em calçadas.

A obra de ampliação e reforma do aeroporto internacional está calculada em R$ 445 milhões, com recursos federais. Mais de 80% da obra foi concluída. A Infraero diz que melhorias destinadas à demanda da Copa serão entregues até o fim de maio.

ACESSO

Chegar e sair do aeroporto de Manaus também pode ter suas complicações na Copa. Orçado em R$ 24 milhões, o complexo viário planejado pela prefeitura, em obras, não ficará pronto a tempo do Mundial. Em fevereiro, a prefeitura anunciou a conclusão da obra para o dia 20 de maio, mas registrou apenas 73% de avanço até aqui.

"Temos uma dificuldade para definir a data de entrega em virtude das chuvas. No dia 5 de junho, vamos entregar o trecho das avenidas, deixando os movimentos funcionando. O que ficará para depois [da Copa] são as alças de desnível, ou seja, os viadutos", disse o diretor de engenharia da Secretaria de Infraestrutura de Manaus, Antônio Nelson.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...