Pesquise no Site

Gripen: Teremos mais capacidade de defesa aérea e mais empregos


Após testar o caça sueco Gripen NG, a nova aeronave de combate da Força Aérea Brasileira (FAB), o tenente-coronel Carlos Afonso de Araújo afirmou que o país terá mais capacidade de defesa, além de gerar mais empregos a partir do momento em que os aviões forem desenvolvidos no Brasil.

No Dia da Aviação de Caça (22 de abril), o Blog do Planalto divulga entrevista em que Afonso fala sobre as vantagens do Gripen, tais como a facilidade de pilotagem e o fornecimento de informações de voo ao piloto para o cumprimento da missão com eficiência e eficácia.





“Entendo que, em tempo de paz, teremos prontidão por parte da Força Aérea e disponibilidade para a qualquer momento termos o cumprimento da missão com eficácia e eficiência. E para a sociedade brasileira, transmissão de conhecimento, de tecnologia e a possiblidade de geração de empregos de grande qualificação”, analisou Afonso.


Em dezembro de 2013, o governo federal concluiu a licitação do Programa FX-2 para a aquisição de 36 caças Gripen NG para a FAB. No valor de US$ 4,5 bilhões, a serem pagos até 2023, o contrato prevê transferência de tecnologia e cooperação industrial. O Gripen NG venceu a disputa contra o Rafale, da francesa Dassault; e o Super Hornet F-18, da norte-americana Boeing.

O Gripen NG permitirá ao Brasil enfrentar ameaças em qualquer ponto do território nacional com carga plena de armas, além de contribuir para que a indústria nacional se capacite para a produção de caças de última geração em médio e longo prazo.

Para o teste, o Coronel Afonso conta que se envolveu em mais de um mês de preparação, além de quase seis horas de tempo de voo em simulador na Suécia até chegar ao momento de avaliar na prática a aeronave. Foram 10 horas no ar com o Gripen NG, com teste simulado de armamentos e missão de reabastecimento em voo. Com a experiência destes exercícios, ele avalia que o Brasil fez a melhor escolha ao optar pelos caças suecos.

“Estou bastante satisfeito por ter a oportunidade de voar numa aeronave desse porte, que a FAB vai em breve adotar como padrão, e de poder avaliar e participar do processo de avaliação para culminar com a avaliação exatamente do Gripen. Realmente foi bastante gratificante”, comentou.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...