Viajar de avião não esta fácil


Quem acha que viajar de avião esta ruim apenas no Brasil esta enganado. Passageiros pelo mundo também ficam abandonados em aviões pelas companhias aérea. Isso quando não cruzam o caminho de mísseis balísticos.

Abandonados

O empresário brasileiro Josmar Verillo usou as redes sociais nesta quinta-feira, 6, para informar que ele e outros passageiros do voo EY 867, da Etihad Airways, empresa área dos Emirados Árabes Unidos, ficaram nove horas a bordo de um avião que seguia de Xangai a Abu Dabi. A aeronave pousou na cidade de Al Ain, localizada no meio do deserto, por volta das 6h (horário local) e permaneceu parada até as 15h.

Em entrevista à Rádio Estadão, Verillo afirmou que a companhia aérea informou aos passageiros que a tripulação não poderia continuar o voo até Abu Dabi, pois já estava há muito tempo no avião. "Aí eles ficaram aguardando uma nova tripulação, mas não nos deixar sair do avião. Tivemos que aguentar lá todo esse período", diz.

Segundo o empresário, os passageiros ficaram na aeronave sem comida, com os banheiros em "estado miserável".

Verillo disse ainda que os passageiros enfrentaram problemas também após o pouso do avião no aeroporto de Abu Dabi e que o local estava "um caos". "Ninguém consegue se comunicar com a companhia porque tem uma multidão no balcão. O aeroporto está cheio de gente dormindo no chão, tem pouca comida."

Outro lado. Em nota, a Etihad Airways pediu desculpas aos passageiros a bordo de voos que tiveram de ser desviados a outros aeroportos na região do Golfo, na manhã desta quinta-feira, "devido a uma falha técnica nos sistemas de aterrissagem na pista do Aeroporto Internacional de Abu Dhabi".

Segundo a empresa, mais de 30 voos foram desviados, dos quais 14 pousaram no aeroporto Al Ain, que tem "instalações limitadas de alfândega ou imigração". Ainda segundo a Etihad Airways, a situação "foi agravada pelos serviços limitados de alimentos e bebidas no aeroporto".

A empresa garantiu que os passageiros estão recebendo assistência com conexões para outros destinos ou acomodações em hotéis no caso de conexões longas. (Estadão)

No meio do caminho tinha um Míssil

Um avião de passageiros chinês atravessou a trajetória de um míssil disparado sete minutos antes pela Coreia do Norte sobre águas internacionais na terça-feira.

O voo CZ628 da China Southern Airlines decolou do Aeroporto Narita no Japão e estava a caminho de Shenyang, na província de Liaoning, a uma altitude de cerca de 33 mil pés, quando o incidente ocorreu. Ele transportava 220 passageiros.

“O foguete poderia ter atingido o avião em sua descida”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano Kim Min-seok, segundo a Bloomberg. “A Coreia do Norte não deu qualquer aviso. Foi um ato inesperado e imoral que contraria as normas internacionais.”

O porta-voz da chancelaria chinesa, Qin Gang, disse numa entrevista: “Pedimos a todas as partes relevantes que ajam com moderação, mantenham a calma e sejam discretos nas palavras e ações, para evitar a escalada progressiva das tensões”, informou o Wall Street Journal.

A Coreia do Norte disparou vários mísseis de curto alcance no mar desde que a Coreia do Sul e os Estados Unidos começaram seus exercícios militares anuais em 24 de fevereiro. De acordo com o Ministério da Defesa sul-coreano, vários deles viajaram mais de 90 milhas, o que significa que poderiam ter alcançado Seul. (EpochTimes)