Pesquise no Site

Últimas informações sobre a Malaysia Airlines


“objetos estranhos”

Depois dos dados dos satélites australiano e francês, mais uma pista nas buscas do Boeing das linhas aéreas da Malásia: um avião chinês terá localizado “objetos suspeitos” no mar.

Estes objetos foram detetados na principal zona de busca, a cerca de 2.500 quilómetros ao largo da costa australiana.

Nada permite ainda confirmar que correspondam a destroços do avião, mas as esperanças aumentam. A Austrália ampliou entretanto a área de buscas.

Os Estados Unidos decidiram deslocar para a zona um dos seus equipamentos de alta tecnologia para deteção de caixas negras. Euronews

Voando a 12.000 pés

O avião da Malaysia Airlines desaparecido em 8 de março com 239 ocupantes a bordo teria diminuído a altitude de voo antes de sumir dos radares, informou a "CNN" neste domingo (23). De acordo com a emissora, o Boeing 777 desceu de 35 mil pés de altitude para 12 mil pés, após fazer uma curva acentuada de sua rota original. 

Segundo uma fonte que investiga o caso mas não quis ser revelada, o rastreamento foi feito por um radar militar e a curva em direção ao estreito de Malaca parecia ser intencional. O oficial ainda disse que voar a esta altitude manteria o avião fora do tráfico da região, que costuma ser muito movimentado.
Analistas consultados pela rede americana opinaram que esta redução de altitude pode significar que uma falha mecânica tirou o avião do curso original. Baixar a altitude seria uma ação do piloto para evitar efeitos de despressurização, já que em altitudes mais baixas os passageiros poderiam respirar e se manter vivos. G1

No caso da curva acentuada, especialista apontou que o piloto poderia ter tentado voltar à origem devido algum problema. O radar militar monitorou o voo entre 1h19 e 2h40 da manhã, mas não possui informações claras de quanto tempo o avião levou para descer aos 25 mil pés.

Bruxa Solta.

Um avião da Malaysia Airlines que saiu de Kuala Lumpur, na Malásia, com destino a Seul, na Coreia do Sul, fez um pouso de emergência em Hong Kong depois que um gerador falhou, segundo informações da AP.

O aeroporto de Hong Kong informou que bombeiros aguardavam a chegada do Airbus A330-300, que pousou sem incidentes pouco antes das 3h de segunda-feira no horário local.

Em comunicado, a Malaysia Airlines informou que o voo MH 066 foi desviado para a cidade no sul da China após o principal gerador de fornecimento de energia elétrica falhar. No entanto, a unidade auxiliar manteve o fornecimento de energia necessário.

A companhia afirmou que os 271 passageiros a bordo foram realocados em voos de outras aéreas. G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...