Queda de bimotor no PA. Vítima enviou sms (atualizado)


O avião bimotor modelo BARON, prefixo PP-LMN partiu de Itaituba as 11:45 com destino a Jacareacanga. O avião da empresa Jotan taxe aéreo conduzia cinco profissionais de saúde da Secretaria Especial de Saúde Indígena, Sesai, ligada ao Ministério da Saúde, que prestavam serviço naquela região.

O ultimo contato do piloto aconteceu as 12:40, ele comunicou a um colega que havia pane em um dos motores do avião e tentaria um pouso forçado. O avião estava a 11 milhas de Jacareacanga, cerca de 4 minutos de vôo, quando fez seu ultimo contato. De acordo com o administrador do aeroporto de Itaituba, Emílio Picardo, até o a tarde de hoje ainda não havia informações sobre o que teria acontecido com o avião, mas por volta das 17:30 destroços foram visualizados por uma aeronave.


No aeroporto de Itaituba havia uma grande mobilização de aeronaves que se organizaram para dar suporte na buscas. A INFRAERO informou que o desaparecimento do avião foi comunicado ao serviço regional de investigação e prevenção de acidentes aeronáuticos (SERIPA) que enviou ao local uma equipe de busca para tentar localizar a aeronave e investigar as causas da queda. Um helicóptero do estado também deve dar auxilio a equipe.

O avião era pilotado pelo comandante Luiz Feltrin, que é considerado um dos mais experientes da área na região, com mais de 30 anos na profissão. O diretor do aeroporto de Itaituba, onde está à base do avião, também afirmou que a empresa mantém a documentação e revisão de suas aeronaves em dia. A administração da empresa Jotan Taxe Aéreo informou que por enquanto não vai se manifestar sobre o acidente. O avião foi visualizado por volta das 17:30 desta terça feira(18) as proximidades do rio. equipes se deslocam em embarcações para o local na tentativa de localizar sobreviventes.

Os ocupantes do avião foram identificados como sendo as técnicas enfermagem: Rayline Sabrina Brito Campos; Raimunda Lúcia da Silva Costa; Luciney Aguiar de Sousa, Ari Lima e o experiente Piloto Luiz Feltrin. (Rede Para Notícias)


Vitima enviou SMS

"Motor do avião pifou e vamos cair. Diz para mamãe que a amo muito", escreveu a técnica de enfermagem Rayline Campos, que estava no bimotor que desapareceu próximo a Jacareacanga, sudoeste do Pará, no fim da manhã desta terça-feira (18). Segundo a Funai, a aeronave transportava uma equipe de saúde de Itaituba até uma comunidade indígena em Jacareacanga. De acordo com informações preliminares, cinco pessoas estavam a bordo.

A mensagem de Rayline foi enviada para o celular do tio, Rubélio Santos. "Recebi a mensagem às 13h. Imediatamente tentei ligar para ela, mas só dava fora de área. Então avisei para um colega meu que trabalha na Infraero e ele avisou sobre a situação", relata. "Temos esperança que ela esteja viva, sim. Temos fé em Jesus", declarou o tio da enfermeira.


Buscas

Um helicóptero da Força Aérea Brasileira foi deslocado de Manaus para realizar buscas em Jacareacanga. No entanto, no começo da noite, um tempestade impediu que o trabalho prosseguisse e as buscas foram suspensas. De acordo com a Aeronáutica, um avião do esquadrão de buscas e resgate saíra de Campo Grande (MS) para auxiliar na procura pela aeronave no Pará na manhã de quarta-feira (19).

De acordo a Agência nacional de Aviação Civil (Anac), a situação da aeronave desaparecida, de matrícula PR-LMN, estava regular. A Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam em dia.

O G1 realizou novo contato com a empresa Jotan Taxiaéreo, dona na aeronave desaparecida. No entanto, a empresa informou que ainda não irá se procnunciar a respeito do caso. G1

Nota: A FAB informou que um helicóptero H-60 Black Hawk do Esquadrão Harpia (7º/8º GAV), sediado em Manaus (AM), e um SC-105 Amazonas do Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV), de Campo Grande (MS), especializado em missões de Busca e Salvamento, estão empregados nas buscas.

Segundo informações do Salvaero da Região Amazônica, o problema é o mau tempo na região, especialmente a formação de um nevoeiro.  Além da FAB, também auxiliam nas buscas dois aviões da empresa da aeronave desaparecida e um helicóptero da Polícia Militar do Pará. EBC