Pesquise no Site

O assustador exemplo indiano


Esta semana vimos que a Índia atrasou mais uma vez o contrato para aquisição dos caças Rafale devido a falta de verbas.  A desvalorização da moeda local, a utilização dos recursos em outros projetos e o ano eleitoral são apontados como a razão disso.

Criado para substituir os antigos MIG-21indianos, o programa para compra de caças conhecido como MRCA tem mais de uma década. O Rafale foi declarado vencedor há mais de 2 anos e até agora não teve o contrato final assinado. Paralelamente ao programa de compras, a Índia modernizou muitos caças de sua frota. 

Isso não te lembra uma certa novela brasileira? Mudam os personagens, mas a história parece muito semelhante. Nós também criamos o programa FX para substituir nossos principais caças, também modernizamos parte da frota como paliativo e já declaramos um vencedor o ano passado.

Claro que o caso indiano é mais complexo. A escassez de recursos deve-se ao financiamento de vários projetos entre eles o PAK FA, caça de 5ª geração em parceria com a Russia e o caça nacional Tejas, que há mais de 30 anos exauri recursos para o seu desenvolvimento, sendo que mal obteve a certificação para ser operado, já caminha para uma nova versão com outro motor. Tudo isso vem sendo muito criticado pela mídia indiana.

Assim como a Índia, o Brasil vem sendo classificado por alguns economistas como um dos "cinco frágeis", cuja economia esta muito sujeita as ondulações do mercado externo. Teremos alguma desvalorização da moeda? Não sabemos, mas autoridades econômicas e os executivos do sistema financeiro dizem que não.

Porem fica o medo de que o Gripen, que demorou tanto a ser declarado como vencedor, também possa ter o seu contrato adiado por conta de fatores econômicos. Rezemos para que as negociações corram rápido antes que o lobo mau apareça.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...