Pesquise no Site

Avião cai, atinge casa e provoca morte de criança no Tocantins


Um avião monomotor caiu e atingiu uma casa na rua 34 do setor Nova Araguaína, próximo ao aeroporto de Araguaína, norte do Tocantins, por volta das 16h30, desta quarta-feira (19). Três crianças que brincavam do lado de fora da casa foram atingidas. Thauane Feitosa, de 8 anos, morreu. Os irmãos dela, Pedro Felipe Feitosa, de 4 anos, foi levado ao hospital com ferimentos leves, e Beatriz Feitosa Lima (idade não informada) sofreu fraturas na perna e passa por uma cirurgia.

O piloto Delano Martins Coelho, de 36 anos, ficou ferido e também foi levado para o hospital. Ele era o único ocupante da aeronave. Segundo o diretor de Logradouros Públicos de Araguaína (órgão responsável pelo aeroporto da cidade), José Antônio Dragão, o piloto decolou do aeroporto e fazia um voo teste. Cerca de três minutos depois a aeronave perdeu altitude e caiu.


Dragão informou que o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foi avisado sobre o acidente. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros preservam a área até a chegada dos técnicos que vão realizar a investigação. A falta de combustível foi descartada, já que o Corpo de Bombeiros teve que conter o vazamento de combustível do avião no local.

O avião Cessna 210, de prefixo PR-VPI, pertence a uma empresa de táxi áereo da cidade de Balsas, no Maranhão. Segundo informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave com a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam em dia, portanto, em situação regular.

Caso semelhante

No dia 9 deste mês um avião do mesmo modelo caiu em Palmas e causou a morte de três pessoas. Morreram o ex-prefeito de Ponte Alta do Tocantins, Cleyton Maia Barros, de 51 anos; o filho dele Cleyton Maia Barros Filho, 24 anos; e o soldado dos Bombeiros do Distrito Federal, Luís Augusto Aragão Feitosa, 23 anos. A aeronave partiu de Porto Nacional com destino a Palmas e caiu próximo de Taquaralto, na região sul da capital.


A principal hipótese é de que tenha havido pane seca, ou seja, falta de combustível. Alguns dispositivos acionados na aeronave indicam que o piloto tentou fazer um pouso de emergência. Segundo a Anac, o certificado de aeronavegabilidade do monomotor, o Cessna 210, de prefixo PT-OMX, estava suspenso. Isso porque a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) estava vencida desde julho do ano passado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...